23 de julho de 2009

Os efeitos da chapinha:
Estraga mesmo. O cabelo é formado por uma proteína, chamada queratina, cuja parte externa é revestida de cutículas em forma de escamas. Essas escamas protegem o fio de todos os agentes danificadores, como sol, vento, o próprio toque da mão, químicas e etc. O calor excessivo da chapinha, normalmente acima de 180º, deteriora essa proteção. Logo, quanto mais chapinha menos proteção.
Pra quem tem cabelo fino o cuidado deve ser maior, pois ele tem menos matéria e, então, é mais fácil de quebrar. A proteção fica desgastada mais rapidamente.
Meninas, chapinha é igual a passar ferro no cabelo. Ele fica ressecado, áspero, quebradiço e com pontas duplas.

Melhor maneira de fazer chapinha:
Já que não dá pra evitar essa maravilha que é poder alisar as madeixas no conforto do nosso lar, a Sheila recomenda sempre passar um produto especial (geralmente vem em forma de creme, mas pode ser líquido também) que protege do calor. Ele é de de uso profissional, mas rende bastante e não é caro (de R$10 a R$ 30) em vista dos danos causados pela chapinha.
A maioria das mulheres querem alinhar com a chapinha direto, mas o ideal mesmo é escovar o cabelo primeiro, já com o produto protetor, para depois passar a chapa. Ela tem que ser apenas um acabamento.

Importante:
Sempre apoiar a chapinha numa base fria, como pia de banheiro ou mármore.Fazer chapinha de cabelo seco ou enxaguá-lo muito bem. A água é um condutor de eletricidade, logo existe o risco de choque.

Por que os cabelos caem?
No caso da chapinha, é em função de ficar puxando o cabelo. Mas, em geral, ele cai porque o couro cabeludo não foi secado direito (as mulheres secam os cabelos, porém o couro permanece úmido). A forma correta de secar o couro cabeludo é de cima para baixo.
As pesquisas indicam que o normal é caírem de 100 a 150 fios por dia. E a queda se dá por fases. Pode se dizer que em um mês, haverá queda maior durante duas semanas. É o chamado outono dos cabelos. Os fios caem para serem substituídos por novos, mas é uma mudança que a gente não percebe (a não ser quando olhamos para o chão de nossa casa!).
Alguma doença de pele, gravidez e certos tipos de alimentação podem causar queda mais acentuada.

Cuidado com os cremes desembaraçantes e o silicone!
Muitas adolescentes acham que o creme desembaraçante protege o cabelo, além de deixá-lo macio. Daí elas usam no banho, mas não enxaguam direito, deixando um pouco de propósito. Acontece que esses condicionadores não têm tecnologia para isso, então, ao contrário de proteger, fazem todas as impurezas grudarem e, claro, estragam ainda mais.
Outro engano comum é acharem que o silicone tem ação tratante. Ele serve apenas para dar brilho e minimizar pontas duplas. Não adianta fazer chapinha com silicone, pois ele não protege, ok?

O mau uso da toalha
É muito comum que as mulheres que têm um cabelo médio ou longo saírem do banho e esfregarem a toalha nele. Esse atrito é ruim, ele também agride a proteção natural do fio. Pode reparar que na hora de pentear, vai bem até a metade e depois fica mais difícil, não é mesmo? Pode usar a toalha, mas não se deve friccionar ou apertá-la contra as madeixas.

Descolorir tá na moda
As químicas são grandes inimigas dos cabelos. Com a moda, as jovens compram um descolorante na farmácia e depois, de forma bem caseira, pintam por cima com cores vivas, como azul, vermelho, roxo. Esse é um trabalho técnico, que deve ser executado por um profissional. Sem dúvida fica fashion, mas também muito danificado. E combinado com a chapinha, já dá pra imaginar a palha!

Mito nº 1: lavar demais estraga o cabelo
Não tem mulheres que lavam a cabeça dia sim-dia não para preservar os fios? Ledo engano. Não faz diferença quantas vezes você os lava. Pode lavar mais de uma vez por dia, se quiser. É isso aí, não faz mal nenhum. O importante é o movimento dos dedos: sempre circulatório. E o shampoo de boa qualidade, de acordo com o seu tipo de cabelo, e que deve ter ação detergente (de limpeza) e tratante também.

Mito nº 2: cortar o cabelo fortalece
Pois é, aquela história de cortar as pontas para fortalecer os fios é pura lenda. Cortar o cabelo apenas melhora o aspecto, já que saem as pontas, que são a parte mais antiga (elas um dia já foram raiz). Tenham em mente que a velocidade média de crescimento é de 1cm a 1,5cm por mês. Ainda assim, nada como um look novo para melhorar o astral!

Sempre há salvação
As adolescentes ainda não se importam muito, mas tratar as melenas é para a vida inteira. Para quem faz chapinha, é essencial sempre hidratar para regenerar o fio. Deve-se estar atenta ao seu tipo de cabelo e usar produtos de empresas sérias. É mais comum problema de quebra do que de queda. Mas a boa notícia é que dá pra repor o fio e existem muitos tipos de tratamento e excelentes produtos para salvar um cabelo maltratado.

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Inverno 2012 by Fashion Rio #2
  • Eu testei: Morte súbita, Lola Cosmetics
  • De bandeja!
  • Deixe seu comentário

    Deixe seu comentário

    Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog: