12 de janeiro de 2010

Olá anjinhos, como estão? Que calor que faz nesse Rio de Janeiro! Já tô até ficando com medo, quando a chuva vier.. vai vir daquele jeito.. Bom, eu já estou ficando sem ideias pra postar aqui, a impressão que dá é que eu já postei sobre tudo, então, peço que vocês mandem suas duvidas ou sugestões para que eu possa ajudar. Podem mandar pelos comentários, ou para o meu email iiah.mda@gmail.com .
E ai, tomara que caia ou tomara que não caia?

Senta que lá vem a história..
Embora seja uma variação dos corseletes do século 15, o tomara-que-caia como conhecemos hoje surgiu em 1946, quando o figurinista Jean Louis criou um modelo de cetim para a atriz Rita Hayworth usar no filme Gilda.
Nos anos 1950, o estilista Balenciaga fez esse decote com corpo justo e saia rodada, que é copiado até hoje. “Por causa das barbatanas e da estrutura rígida, o tomara-que-caia afina a cintura e mantém a postura reta”, explica Fran Scheck, modelista a Escola Sigbol Fashion, de São Paulo. Atualmente, ele é o modelo preferido das noivas e das atrizes de cinema em noites de gala.”

A roupa certa, no corpo certo, pode fazer milagres!
O tomara-que-caia está por todo lado. A peça sem mangas nem alcinhas chama a atenção e proporciona à mulher, além de feminilidade, conforto para enfrentar o calor do verão sem perder o charme. O tomara-que-caia é um clássico da moda e será uma das estrelas desse verão.
De uma forma bem feminina, o estilo traz sensualidade e pode ser usado como vestido de festa ou no dia-a-dia. Ele reapareceu de forma descontraída e continua como símbolo de elegância.
Mas será que todas as mulheres estão habilitadas a usá-lo? Naturalmente que não. Então, para não fazer feio, atenção a algumas recomendações.
1. Mulheres com ombros estreitos e redondos não devem usar a peça, assim como quem tem o corpo curto.
2. Seios fartos também são um complicador, por isso prefira tomara-que-caia com barbatanas entre dois tecidos, o de dentro e o de fora que irão conferir maior segurança.
3. Tomara-que-caia exige cintura fina. Se seu estômago for saliente, ele ficará mais saliente ainda, portanto, cuidado.
4. Não há limite de idade. O mais importante para vestir bem um tomara-que-caia é a qualidade dos braços. Mulheres mais velhas com braços razoáveis podem ficar elegantes com vestidos sem alça, no modelo apropriado.
5. O ideal é que o vestido não apareça mais do que a mulher. O tomara-que-caia não deve ser tão chamativo a ponto de ficar em primeiro plano.
compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Inspiração da Semana: Georgia Jagger
  • O novo comprimento: Longuete
  • Bapho #4
  • Deixe seu comentário

    Deixe seu comentário

    Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog: