14 de junho de 2011

Se no Fashion Rio faltou algum desfile que nos deixasse realmente de boca aberta, o primeiro dia de SPFW já vai dar o que falar.

Samuel Cirnansck voltou as suas raízes, levando as passarelas uma coleção festa com um “Q” de alta costura e aposto que deixou muitos de boca aberta (literalmente).
Os materiais usados foram dos mais variados possíveis, os tradicionais ‘tecidos de noiva’, cetim, musseline, tule, organza e renda não puderam faltar, mas, para essa coleção freak foram usados também látex, tecidos resinados e couro sintético.

O desfile começou comportado, peças com comprimentos abaixo dos joelhos, cores neutras e claras, eis que começa o show de horrores ao entrarem modelos amordaçadas.
Não demorou muito para tudo começar a ficar mais picante, fendas, decotes e transparências trouxeram sensualidade e fetichismo. E logo apareceram as chamadas “Noivas Cadáveres” de Cirnansck, com as mãos amarradas por cordas, borrachas e rendas.
O que Samuel disse sobre a coleção? “Quis trazer tanto a sensualidade quanto o romantismo, tudo com uma pegada punk. A intenção não é fazer da mulher um objeto, e sim mostrar a sensação boa de estar amarrado com alguém no dia do casamento.”
Imagina se a moda pega..

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Short de Couro
  • Eu fui: Exposição Yayoi Kusama
  • O retorno da manga boca de sino!
  • Deixe seu comentário

    Deixe seu comentário

    Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog: