29 de dezembro de 2013
Oi!
Se você não fez cara feia com o título desse post, parabéns! Aqui em casa o azeite no cabelo proporcionou muitas caretas e desconfianças, mas depois de ver que dava certo mesmo todo mundo aderiu.
A uns dias atrás, eu fiz um post só sobre a nutrição capilar, com todos os óleos que podem ser usados e etc, para conferir, é só clicar aqui.

Partindo do comecinho..

Umectação: Tornar úmido, molhar. 
Também pode ser chamada de banho de óleo, nada mais é que, como já diz o significado da palavra, passar o óleo puro no cabelo. Os óleos usados na Umectação são os óleos vegetais, 100% puros. A umectação corresponde ao “N”, nutrição lá do cronograma capilar, só que um pouquinho mais potente, já que os óleos são usados puros.
Ah! Uma dica muito importante para quem vai aderir a umectação é de maneira alguma usar touca térmica, papel alumínio, secador ou qualquer fonte externa de calor, pois isso vai quebrar as ligações do óleo.

E olha que achamos que somos super inovadores, mas a receitas que usam azeite para ajudar na beleza da pele e dos cabelos são uma descoberta das mulheres egípcias há cinco mil anos!  
Não é a primeira vez que mostro alimentos que também fazem milagre no cabelo e o azeite extra virgem é mais um deles, além de emoliente e anti oxidante, tem um monte de vitaminas, entre elas D, A, E e K.

Eu faço a umectação noturna a anos, mais pela facilidade do que por qualquer outro motivo. Quando fui escrever esse post, dei uma pesquisada sobre ela pra saber se existe alguma possibilidade dela ser melhor do que as feitas durante o dia. Confesso que não achei muitas informações, mas encontri uma que me deixou mais curiosa ainda. 
Encontrei um estudo que comprova que dormir faz com que as cutículas do fio se abram, fazendo com que fique mais fácil de receber os nutrientes, por conta disso a umectação noturna virou tão famosa entre a mulherada.
Algumas horas antes de dormir eu lavo o cabelo só com shampoo, desembaraço com pente de dente largo, porque mesmo meu cabelo sendo liso usar só shampoo deixa ele bem ruim e pentear, ainda mais com escova, pode quebrar ele todinho. Pra ir mais rápido, eu seco ele com secador e tem que se certificar de estar bem seco. 
Então eu pego o azeite extra virgem (TEM QUE SER extra virgem por causa da acidez), não tenho uma medida exata, vou meio no olhometro, mas acho que hoje devo estar usando mais ou menos 3 colheres de sopa bem cheias. E dou uma leve esquentada nele numa panelinha (nada de microondas), importante é que não pode ferver, se não ele perde as propriedades, é só uma esquentadinha mesmo. E aí eu vou passando, eu não passo na raiz, apenas comprimento e pontas. Deixo ele bem melecado, com bastante azeite.
Como depois é hora de dormir, não rola dormir com ele solto, se não suja tudo. Então eu prendo num coque, coloco uma touca de plástico (dessas que a gente rouba em hotel) e por cima eu ainda coloco uma touca de frio, pra além de esquentar naturalmente, não correr risco do plástico sair e sujar tudo. E durmo.
No dia seguinte quando acordo, eu lavo normalmente com shampoo e condicionador e o cabelo está novinho em folha! Dá pra sentir o fio com aspecto melhor, mais brilhoso e macio.
Algumas preocupações que a galera tem:
– Não deixa o cabelo oleoso;
– Não fica com cheiro de azeite;
– Tem que lavar bem para tirar tudo;

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Kate Monroe Middleton
  • Inspiration #22
  • Look do dia: Vestido da preguiça
  • Deixe seu comentário

    Deixe seu comentário

    Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog: