6 de novembro de 2015

Confesso, eu sou uma pessoa apegada até nos meus móveis! Pensa que não foi difícil desapegar do meu armário, cama e mesa antigos pra reformar o quarto?! Foi sim! Mas era necessário e eles foram doados para pessoas que estavam precisando. Mas, sempre tem aquele móvel que foi da mãe, dá avó, da bisa, que tá velhinho, velhinho, mas que só pensar em desapegar, já dá uma dor no peito. Ou ainda aquele que é nosso xodó, mas tá precisando de uma ajuda. Ou nem ainda simplesmente enjoados de um móvel, mas o dinheiro para comprar outro está curto.
Então nesse post de hoje, eu separei 3 jeitos de renovar móveis antigos, que saem mais em conta do que comprar um novo!

movel1

Pode até não parecer, mas trocar os puxadores das portas dos armários e das gavetas, fazem uma diferença enorme na aparência de qualquer móvel! Hoje em dia existe uma infinidade enorme de puxadores, desde os mais básicos e comuns, os mais divertidos, os mais chiques e até os mais retrôs. É quase impossível não achar um que combine com seu gosto ou com a decoração de casa!
O preço também varia bastante do tipo de puxador e de onde você compra, na Leroy Merlin tem uns de R$10 e outros de até R$50, na Zara Home tem uns bem lindos e bem mais caros também, mas dependendo do que você precisa, até vale a pena! Outra coisa boa de trocar os puxadores, é que dá para fazer sozinho, sem precisar contratar ninguém pra isso, o que já economiza mais uma graninha.

movel2

Adesivo, papel de parede, contact ou até tecidos são outra alternativa para reformar armários, nichos, gaveteiros, criados mudo, prateleiras, geladeira e o que mais a criatividade permitir. Também dá para fazer sozinho em casa, é só ter o mínimo de habilidade manual e um pouquinho de criatividade, que dentro de alguns minutos o móvel escolhido terá uma cara nova.
Como disse no comecinho, existem vários tipos de materiais para forrar os móveis, o contact, papel de parede e tecido adesivos são mais fáceis de serem aplicados. O papel de parede e o tecido normal precisam de cola ou de fita dupla face e um pouquinho mais de paciência, já que o tecido pode enrugar e a cola acabar vazando.  Então é só escolher qual seu material preferido, liso ou estampado e colocar a mão na massa pra reformar.

movel3

Deixei a pintura por último não por acaso, mas por ela ser a mais trabalhosa e a que precisa de mais cuidado para ser feita. Apesar de poder ser feita em qualquer móvel e em quase todo tipo de material, ela precisa de alguns cuidados antes, como por exemplo ter certeza de que a superfície está bem lisinha, para que o resultado final seja limpo e bonito. Outra coisa é ter a tinta certa para o tipo de material, madeira requer um tipo de tinta, plástico outro, metal outro e por aí vai e também, claro, saber aplicar para que não fique manchado. Então se você não sabe pintar, existem pessoas e até empresas específicas nesse tipo de serviço, dependendo do móvel e do valor dele, pode valer mais a pena contratar um profissional do que arriscar estragar tudo.

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • DIY: Acessórios de sereia!
  • Como dar um up na decoração gastando pouco!
  • Dicas para a árvore de Natal perfeita!
  • Deixe seu comentário