11 de novembro de 2015

midi1

Não adianta negar, todo mundo tem aquele dia da preguiça. Acorda atrasado, tpm bateu, nada parece vestir bem ou simplesmente não queremos ficar pensando muito tempo no que colocar. Eu sofria disso constantemente quando trabalhava fora e tinha a obrigação de todos os dias me vestir de forma apresentável. Tinham dias que a minha única vontade era ir trabalhar de pijama. Nesses dias de preguicite intensa, uma peça me salvava: vestido midi.

Apesar de não parecer, o midi pode sim ter muitas variedades, não só de cor, material e modelo, como de comprimento também, já que o midi começa logo abaixo do joelho e vai até mais ou menos o ossinho do pé. Qualquer comprimento no meio disso, é midi e você deve abusar dele no dia da preguiça (e nos outros dias também).

midi2

Para quem não trabalha sentadinha todo o tempo ou para quem vai sair para bater perna, o midi é uma ótima escolha, já que com ele não precisamos nos preocupar se está  curto demais ou andar sempre prestando atenção se não vai pisar na barra dos vestidos longos. Ou seja, midi é só amor!
E ao contrário do que muita gente pensa, qualquer pessoa, de qualquer altura pode usá-lo, sim! É só tomar cuidado e saber que quanto mais longo, mais temos a impressão de que a perna é mais curta. Então, se você tiver pernas curtas, opte pelo midi logo abaixo do joelho. Ou se você for gigante como eu, pode ficar livre para escolher qualquer um deles. Claro que nada disso é regra e sempre devemos usar o que nos faz bem, mas para quem não gosta de ser baixinha ou não quer parecer mais baixa, a dica é essa.

midi3

Outra dica válida é quanto ao sapato e a primeira é: saltos não são obrigatórios! Muita gente acha que pelo comprimento do vestido encurta o corpo, é necessário usar salto para amenizar essa sensação e isso é mentira! Um jeito bem mais fácil e confortável de dar a impressão de ser mais alta é usar sapatos que deixem o “peito” do pé a mostra ou sapatos da mesma cor do vestido. Para quem é fã das botinhas como eu, se a botinha tiver cano mais alto, o ideal é que o midi seja um pouco mais curto, para que não fique tudo ali muito junto um do outro e fique estranho.

Deixa o preconceito de lado e aposta no vestido midi, depois vem aqui e me conta o quanto usá-lo foi libertador!

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • O retorno da gola rolê!
  • chapéu La Bomba Chapéu La Bomba, o chapelão das fashionistas!
  • Mentiras sobre faculdade de moda!
  • Deixe seu comentário