9 de março de 2018

E aí que meu sorriso já mudou completamente em pouco tempo usando o aparelho fixo de cerâmica! No diário do aparelho de hoje, te conto como foram os últimos meses, dores, adaptação e claro, as mudanças!

Diário do aparelho #4: Outro sorriso!

É impressionante como o tempo está passando rápido, já são mais de 3 meses usando o aparelho estético de cerâmica. Coisa que eu enrolei tantos anos para começar, por puro medo da dor! Todo mundo falava que usar aparelho era horrível, que doía muito, que a boca ficava toda cortada. Eu vi isso tudo acontecer com meu irmão e meu medo de dentista, somado ao fato de não querer sentir dor, me fez enrolar ainda mais. O que, é claro, causou mais problemas que poderiam ter sido evitados.
Nos últimos vídeos de diário do aparelho que venho postando no canal, sempre falo com relação a dor e mostro as mudanças mais perceptíveis no meu sorriso. E aliás, se você for colocar também, fotografe antes e fotografe a cada manutenção. Porque foi só assim que eu comecei a ver as mudanças e ficar mais animada com o tratamento!

diário do aparelho

Fato é que nada tem sido como me falaram que seria! Faço manutenção sempre uma vez por mês. Onde ela troca as borrachas e o fio. E por incrível que pareça, eu saio de lá comendo como se nada tivesse acontecido. A orto tem ficado bem feliz e surpresa com a minha adaptação, disse que eu me adaptei muito rápido e as mudanças também estão acontecendo na mesma velocidade. Até então, a previsão para ficar com o aparelho era de 1 ano e meio a dois anos. Mas acredita-se que possa até ser menos tempo, se tudo continuar como está! Só agora tive minha primeira afta e foi só porque eu dormi com a mão debaixo do rosto, o que fez com que o aparelho ficasse pressionando meu lábio e causasse uma afta. Mas, nada demais!

Na próxima manutenção, agora em março, já vou colocar o aparelho de baixo. E como as mudanças nos inferiores são maiores, pode ser que eu sinta o tão famoso incômodo que todos falam. Vamos torcer para que não aconteça! E pode deixar, eu volto para te contar como foi mais esse processo também.

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Pedra bruta
  • Cronograma capilar só com RECEITAS CASEIRAS!
  • Eu testei: The falsies volum express (Maybelline)
  • Deixe seu comentário

    4 de março de 2018

    E aqui nós gostamos de expor verdaaaades! E como o programa Big Brother Brasil é cheio dos segredinhos e contratos que não pode falar sobre um monte de coisa, hoje eu vim te contar vários fatos OCULTOS sobre BBB! Coisas que NINGUÉM sabe ou pelo menos, não deveria saber!

    Fatos OCULTOS sobre BBB!

    1. O primeiro dos fatos ocultos sobre BBB que separei para o vídeo de hoje, é que as mulheres não podem levar lápis de olho para dentro do confinamento!Os participantes são proibidos de fazerem qualquer tipo de comunicação não verbal. Isso significa que eles não podem falar em línguas de sinais e nem escrever. Para evitar que isso aconteça, elas não podem ter lápis de olho!

    2. Os participantes não podem conversar e nem questionar as ordens que o Big Boss fala dentro da casa. De vez em quando, essa voz do além surge para dar algumas ordens e comandos. Por exemplo, mandar se preparar para a prova, comunicar algum tipo de mudança na rotina da casa. Os confinados só podem ouvir e obedecer. De forma alguma podem questionar ou ignorar o que a voz manda.

    3. Eles só podem dormir nas camas. Os outros lugares da casa como sofás, poltronas, espreguiçadeiras não podem ser usados para dormir. Nesses outros locais eles só podem dar cochilos rápidos.

    4. Todos os participantes podem levar um número pequeno de livros, que durante o confinamento podem trocar entre si. Só que não podem levar nenhum tipo de livro religioso, nem mesmo a Bíblia.

    5. Se eles quebrarem alguma coisa da casa sem querer, nada acontece. Se quebrarem por mau uso, são descontados em estalecas. E se quebrarem alguma coisa de forma proposital, podem até ser expulsos da casa!

    Como gostamos de uma fofoca, ainda separei mais dois fatos extras!

    * Eles levam as próprias roupas para o confinamento, só que todas as roupas que tenham logos ou marcas aparentes, são confiscadas pela produção do programa.

    * A limpeza da casa é realizada por uma faxineira apenas uma vez por semana. Nesse momento eles estão sempre trancados no jardim da casa e só voltam para dentro, depois que a faxineira se retira. Entre uma visita e outra da faxineira, a limpeza básica fica por conta deles.

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • 8 shorts por menos de R$30!
  • Meus 10 (atuais) esmaltes preferidos
  • O esmalte mágico!
  • Deixe seu comentário

    16 de fevereiro de 2018

    auto-estima e aceitação

    A batalha da auto estima baixa e o exercício do amor próprio tem sido frequente na minha vida nos últimos anos. Em especial no último ano. Essa luta para me aceitar e amar do jeito que eu sou nunca foi fácil e por muitas vezes foi dolorida. Essa semana eu postei no Instagram uma série de fotos expondo meu corpo como eu nunca fiz e com legendas que descreveram essa minha luta dos últimos tempos. Resolvi trazer o assunto aqui para o blog, uma vez que posso alcançar mais pessoas. Se você não me conhece, prazer, Iasmim, 26 anos, carioca e vítima do bullying por anos a fio. Escrever sempre foi um passatempo, mas mais que isso, uma forma de me expressar e não me deixar intoxicar tanto. Normalmente guardo os textos para mim, mas já postei um ou outro nesse blog e hoje sinto que é meu dever compartilhar mais um desses textos secretos. E falar sobre aceitação, auto estima e feminismo.

    Sofro preconceito por causa do meu corpo?! Não! Não pq sou magra, sou branca e sou cis, o que pra maioria das pessoas é ok. Só que, com toda mulher, eu sempre sofri MUITA pressão estética. “Você não tá doente?”, “Já fez exame pra saber se está tudo bem?”, “Tem certeza que é saudável?”,” Não tem bulimia ou anorexia não?”, “Vc come?”. Reta, magrela, Olívia palito, palmito, pau de vira tripa e a clássica pergunta “vc é trans?”.
    Por isso e por varias outras coisas eu sempre tive problema de aceitar o meu corpo. Eu nunca me olhei no espelho e me achei bonita. Eu só conseguia enxerga coisas que eu queria mudar e nunca via as coisas que eu gostava. Passei muitos anos odiando meu corpo. Odiando não ter nascido igual as meninas da escola. Odiando não ter peito. Odiando quando perguntavam se eu era menino “antes”. Odiando furinhos, marcas, cicatrizes. Odiando. Odiando. Odiando.

    Auto-estima e aceitação são um exercício diário!

    auto-estima e aceitação

    Mais que odiando, escondendo. Escondendo debaixo de roupas largas, debaixo de casacos em um verão carioca onde a sensação térmica chega a 50°C. Daí veio o feminismo, o empoderamento e, em parte, a culpa por odiar algo tão meu quanto meu próprio corpo. Como odiar algo que me faz levantar, andar, respirar, alcançar meus sonhos e viver? Como motivar outras pessoas a se amarem, quando eu passava todo o tempo odiando a mim mesma?

    Eu via fotos no Instagram de várias meninas tão magrelas e despeitadas quanto eu, felizes. Felizes com suas barrigas de fora. Felizes com seus vestidos decotados lindos. Felizes usando regatas, biquínis, aproveitando a vida. E eu? Eu escondia debaixo de um monte de roupa que me faziam morrer de calor. De um sutiã que me deixava toda marcada. Depois de muito trabalho dentro da minha própria cabeça e uma luta que por muitas vezes foi dolorida, eu consigo olhar no espelho e dizer que com todas as imperfeições que todos temos, meu corpo é perfeito. Não perfeito por ser magro e ter todos os membros, perfeito por ter saúde. Perfeito por ser meu. E NINGUÉM, NUNCA MAIS vai ter o direito de falar o contrário.
    Pratique o amor próprio, eu te garanto que é delicioso.

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Zélia Duncan e seu Ronaldo Fraga
  • Faculdade de.. Moda! (Parte 2)
  • Como eu era na escola?!
  • Deixe seu comentário

    12 de fevereiro de 2018

    tirar glitter

    Na hora de se jogar no glitter para o carnaval, estamos naquela empolgação e não pensamos no depois. Mas aí é chegar em casa e perceber que tirar glitter do corpo pode não ser assim uma missão tão fácil! Muita gente entra logo no chuveiro e esfrega até sair, mas essa não é a melhor maneira! Como o glitter é feito de plástico, ele acaba indo para o oceano e provocando a morte de muitos amigos marinhos!
    Então no post de hoje, reuni algumas dicas de como tirar glitter pós folia sem prejudicar o meio ambiente!

    Demaquilante
    Já que não dá para tirar naquela chuveirada (e ele também não sai assim só com banho), o demaquilante pode ser seu aliado. E não é só molhar o algodão e esfregar não, tá? Esfregando o algodão com demaquilante na pele, ele até sai um pouco, mas acaba espalhando e agredindo a pele. Para tirar de jeito fácil e rápido, basta pressionar o algodão com demaquilante em cima do gliter e deixar por 10 segundos. Depois, só retirar o algodão e o glitter vai ter saído todinho!

    Óleo de coco
    Viajou e o demaquilante ficou em casa? Sem problemas! O óleo de coco ou óleo de amêndoas são encontrados em todas as farmácias e mercados. Além dessa facilidade de ser encontrado, eles também não custam caro e são ótimos demaquilantes! Do mesmo jeito que o demaquilante, você pode aplica-lo em um algodão e pressionar em cima da área por alguns segundos. Ou você pode espalha-lo com as mãos mesmo e depois passar um algodão seco para remover todo glitter.

    Fita adesiva ou esparadrapo
    Por mais que você retire todo excesso com demaquilante ou óleo de coco, sempre acaba ficando um restinho. Para tirar glitter teimoso, você pode usar uma fita adesiva! Sim! Daquele mesmo jeito que usamos para remover pelos das roupas escuras. Basta enrolar um pedaço de fita na mão e ir passando na pele. O glitter gruda na cola da fita e vai embora todinho!

    Se você levou essa história de sair brilhosa por aí no carnaval um pouco mais a sério e passou glitter até no cabelo ou na barba, o trabalho pode ser um pouquinho mais intenso para remover. Mas super dá!

    tirar glitter

    Shampoo seco ou spray fixador
    Se você aderiu aquele penteado da raiz com glitter e já não sabe mais o que fazer para tirar, você pode aplicar um pouco de spray fixador ou shampoo seco em uma toalha ou pedaço de papel e ir esfregando ele na raiz do cabelo. Como o spray é grudentinho, o glitter vai “colar” no papel e sair mais fácil.

    Óleo de coco ou azeite de oliva
    Já aproveita e se joga na umectação, amor! Passa o óleo vegetal de sua preferência, deixa agir alguns minutos e retire o excesso do glitter com uma toalha. Depois disso, é só lavar o cabelo normalmente para remover o óleo. E sair por aí nutrida e livre do glitter.

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Inverno 2012 by Fashion Rio #1
  • Unhas da Semana #5
  • Inspiration #54
  • Deixe seu comentário