31 de dezembro de 2009
Choveu né? E põe chuva nisso.. Mas, sem panico ladies! Quando nós somos crianças, nossas mamães que costumam cuidar do nosso visual, e quem não lembra das chuvas no verão e as mães desesperadas? Era capa de chuva pra um lado, guarda chuva pro outro, e .. galochas!
Então porque não usar as galochas (muito muito muito mais estilosas hoje do que antigamente) pra salvar nossos pézinhos das chuvas, hum?
As galochas foram super tendencia nesse inverno, mas com essa chuva e esse tempinho estranho, porque não tira-las do armario? Elas não são só um acessório ou um simples sapato, agora, elas são proteção!

Os modelos de galocha não variam muito, mas já as cores e as estampas tem de sobra, na hora de escolher, opte por um que seja mais a sua cara, seu estilo. Se não gosta de chamar muita atenção, também existem os mais “simples”, preto, cinza ou marrom.
Na hora de comprar, é sempre bom pensar com o que você vai usar e suas posiveis variações.. se for usar com um casaco liso, neutro, invista nas galochas mais coloridas e estampadas. Mas se prefere chamar atenção pra outra parte do corpo, escolha as pretas.
As galochas ficam simplesmente absolutas quando usadas com leggins ou calças skinnys, as saias e os vestidos também podem ser usados. Mas, se prefere as calças, lembre-se das skinnys, calças com boca larga, não rola.
As magrinhas podem usar com saias, shorts e vestidos mais curtos, mas cuidado, a galocha dá um aspecto pesado e pode acabar engordando o look.

Tá sem dinheiro? Sim, tem jeito! As galochas pretas, geralmente são mais baratas, então ai entra a hora de por a imaginação, rola sim customizar! Adesivos e tintas podem ser usadas e você ainda vai ter uma galocha só sua, ninguem vai ter igual.
compartilhe com os amigos COMENTE!

  • A Moda dos Brechós
  • #ProdutoDosSonhos: Um dia na fábrica e mão na massa! (2/3)
  • Como deixar a chapinha limpa para a proxima vez
  • Deixe seu comentário

    30 de dezembro de 2009

    Oi anjinhos, como estão? Hum, acho que hoje eu vou fazer mais de um post. Aguardem.
    Historia
    O primeiro sapato amarrado com cadarços foi introduzido na Inglaterra em 1640, e logo se tornaram populares entre os estudantes da Universidade de Oxford.
    O que é?
    Os sapatos Oxford são caracterizados por serem de modelo fechado, amarrado, no qual a gáspea e o traseiro se sobrepõem às laterais. A gáspea é formada por duas peças, onde a biqueira fica sobreposta à segunda.
    Essencialmente masculino, o sapato Oxford ganhou versões especiais e surgiu no guarda-roupa feminino, se transformando em uma tendência que se firmou. Anunciada a quase dois anos, essa tendência foi motivo de polêmicas e discussões, mas finalmente já desfila nos pés de muitas mulheres.
    No inverno passado, os Oxfords femininos mais usados eram os sem salto, no estilo do masculino. O estilista Alexandre Herchcovitch lançou um modelo do sapato para a Melissa, que recebeu o nome de Joy.
    Como usar?
    Você pode usá-lo em um look clássico, ou brincar com o inesperado. Eles funcionam bem com uma saia-lápis ou com um par de jeans skinny, uma camisa de seda e uma jaqueta de couro. Dá para usar com leggings também, ou com vestidos e meias coloridas.
    Combinam com vestidos e saias curtas ou acima dos joelhos, com modelagem evasê ou reta.
    Os shorts de alfaiataria também caem bem com esse tipo de sapato. Deve-se evitar usar o Oxford com roupas mais esportivas, como os balonês, godês, saias longas e leggings. De salto alto ou baixo, esse sapato é um acessório que não pode faltar no guarda-roupa feminino.
    O fim da história é sempre o mesmo: Às vezes, o que fica bom para mim, não fica bom para você. Na moda é tudo questão de estilo e de identidade. Mais que isso, de identificar e aceitar nosso estilo, porque sair por aí se vestindo de tendência não faz o menor sentido.
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Inspiration #11
  • Como fazer umectação noturna?!
  • Update Lola Colors: Duração e desbotamento
  • Deixe seu comentário

    25 de dezembro de 2009

    A moda masculina vem crescendo a cada ano, nessa temporada, a gola V, profunda é a grande novidade no assunto camiseta, e elas já estão por aí, é só prestar atenção nas ruas, nas baladas ou na televisão, os garotos que andam na moda só usam camisas e camisetas com gola pólo e decote em V bem abertas. Mostrar parte do peitoral é hit na estação, as novas golas libertam o homem para assumir decotes até então usados somente por mulheres.
    As roupas devem nos fazer sentir bem, devem expressar sentimentos e um estilo. E nunca o contrário, digo: as roupas não devem nos moldar e ditar nosso comportamento e estado de espírito.
    Pensem bem na hora de comprar suas peças para usar no verão. O fato de ser a estação mais quente, e das roupas mais relaxadas, não dispensa cuidados mínimos e o bom-senso.

    Suéter

    Uma das variações mais elegantes desta gola, já que as combinações permitidas vão desde o uso solo, até o que permite uma camisa social e uma gravata. Na parte de baixo, estes suéteres podem ser combinados com calças jeans ou de alfaiataria; desde que acompanhem o estilo do combo da parte de cima.
    Assim, se você optar pelo visual engravatado, o look ficará mais equilibrado caso a calça seja de alfaiataria (mas vale lembrar que este look não é considerado formal, mesmo com a gravata).

    Henley
    Popularmente conhecida como ‘camiseta de pijama’ ou ‘gola portuguesa’, as camisetas henley são estas que trazem botões até certo ponto, mas não possuem golas como as pólo. Naturalmente decotadas em ‘V’, as versões vão desde as t-shirts, até as malhas de manga longa.
    As sobreposições com este modelo também são permitidas, mas como o decote já possui detalhes, é melhor optar por uma camiseta básica por baixo. Outro detalhe importante é que este modelo pode trazer ares despojados demais ao visual, já que lembra mesmo a parte de cima de um pijama. Então, caso a cor da sua camiseta seja clássica do sleepwear – como tons de cinza, branco, azul e bege -, vale completar o look com peças contrastantes, para ‘quebrar’ esta possibilidade.

    Básica

    Quando fala-se de camiseta básica, a impressão que dá é que não há regras para o uso destas peças tão comuns. Não é bem assim; já que a camiseta de gola em ‘V’, quando usada fora do tamanho ideal ou com um decote grande demais pode transmitir uma imagem completamente diferente da intencionada.
    Muitos homens apostam em camisetas de gola em ‘V’ em modelos justíssimos, para mostrar o corpo malhado. Ok, esse modelo já traz mesmo um grau de sensualidade maior que a t-shirt normal, mas ainda que a tentação de exibir parte do peitoral seja grande, é bom seguir com cautela! A dica é experimentar um modelo que mostre um pouco das curvas, mas sem ficar grudada na pele – o que possibilita, inclusive, o uso de uma sobreposição.

    Deep V Neck

    O mais ousado dos modelos, o deep v-neck é mesmo mais difícil de usar. Isto porque, com um decote tão grande, o visual torna-se automaticamente mais despojado e a exposição é grande – então só cairá bem em quem conseguir manter o estilo. Estas camisetas não combinam com insegurança, já que atrairão tantos olhares femininos quanto – provavelmente – piadinhas masculinas.
    Uma idéia é começar pelos modelos estampados, que acabam tornando a gola mais discreta ou experimentar sobreposições que ‘brinquem’ com o espaço à mostra.
    A moda está diversificada e as opções de escolha para os homens estão surgindo!
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Zebra é o bicho da vez!
  • Zara causando novamente..
  • Inspiration #54
  • Deixe seu comentário

    22 de dezembro de 2009

    Mais um dicionário fashion, parece que vocês gostaram do ultimo.
    Acendeu
    Quando desfilam modelos na passarela ou pessoas com cores mais brilhantes. Exemplo: “A passarela acendeu com as cores neon…”
    Assimétrico
    Quando um lado, decote ou bainha da roupa, não é igual ao outro.
    Alfaiataria
    Não significa um espaço comercial que vende roupas de alfaiate e sim uma categoria de modelagens que repetem a modelagem, o aprimoramento no corte e acabamento digna dos alfaiates que faziam ternos sob medida. Exemplo: “O estilista investiu na alfaiataria”.
    Bondage
    Estilo inspirado em um fetiche que significa roupas muito apertadas ao corpo em couro ou tecido preto lustroso, ou roupas muito detonadas.
    Convergência
    Significa o caminho da tendência ou inspiração. Exemplo: “A coleção converge para os anos 80″.
    DNA
    Serve para definir um estilo muito forte de uma grife. Exemplo: “O DNA da marca é a sofisticação”.
    Fundamento
    Quando alguém quer expressar a essência ou as diretrizes de alguma coisa. Exemplo: “O fundamento do desfile era o Carnaval”.
    New husband ou skinny boyfriend
    Calça com modelagem masculina ajustada em direção ao tornozelo
    Nude
    Não significa andar nua e sim a cor sensação do verão, um bege levemente rosado em tons que lembram maquiagem
    Ovalado
    Formato geométrico inspirado no ovo, muito explorado nas modelagens de saias, vestidos, shorts e casacos.
    Orgânico
    Estilo que define roupas amplas e confortáveis ao corpo e em materiais que não poluem.
    Oxford shoes
    Estilo de sapato em duas cores e recortes, muito associados à prática do golfe.
    Raw
    Tipo de amaciamento nos jeans que não polui a natureza. Geralmente o jeans raw é escuro, mas supermacio ou manchado.
    Transparecer
    A grande quantidade de tecidos transparentes para usar no verão criou este estranho “verbo”. Exemplo: “O estilista transpareceu os básicos com tecidos leves”, ou “Tule, organza, vazados. Tudo o que deixa transparecer”.
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Moda com materiais reciclaveis
  • Inspiration #50
  • Pra que serve? #2
  • Deixe seu comentário