10 de novembro de 2017

3 meses sem anticoncepcional

Quando eu resolvi parar de tomar o remédio, pensava que a menstruação seria uma incógnita. Que eu saberia mais ou menos o dia dela vir pela data da última, mas que seria sempre uma surpresa quando ela chegasse. É doido ver como com esse tempo sem anticoncepcional eu já consigo conhecer meu corpo. E identificar os sinais de que a menstruação está por vir. O seu corpo te dá vários sinais de que ela está chegando, você só precisa compreende-los.

Adeus medos!

Já são quase quatro meses sem anticoncepcional e cada dia que passa meu pensamento é: “porque não fiz isso antes?”. Em 11 anos que menstruo, eu nunca me senti tão bem comigo e com meu corpo! Menstruar pra mim sempre foi incapacitante, tomando ou não anticoncepcional. Sempre tive o fluxo bem intenso nos primeiros dias e sofria demais com cólica, dor de cabeça e TPM. Eu faltava aula nos piores dias do ciclo, sair de casa era um tormento, trabalhar e fazer exercícios, nem se fala.

Quando decidi parar de tomar, meu maior medo era que o fluxo ficasse mais intenso e que eu voltasse a ter as cólicas que baixavam a minha pressão. Pois bem, isso nunca aconteceu! Eu comecei a tomar o óleo de prímula logo que parei o anticoncepcional, fiquei 2 meses sem menstruar depois de parar o remédio e quando veio, foi incrível! De verdade, eu nunca tinha tido uma menstruação tão maravilhosa! Para mim era impossível passar por esse período sem nenhum incômodo e transtorno, eu fiquei realmente encantada em como o meu corpo é incrível e soube lidar com isso da melhor forma. Falei um pouco sobre isso no último post, onde falei sobre como acabei com a minha TPM.

Vida nova

Já consigo reconhecer sinais do meu corpo. Esse mês, por exemplo, percebi o muco cervical. Ele não me assustou, porque já havia lido demais sobre ele na internet. Quando fui fazer as contas, era exatamente o dia que ele deveria aparecer! Mais ou menos 14 dias após a menstruação. Também comecei a sentir pontadas em um lado da barriga, o que é um sinal claro de ovulação. Ou seja, tudo aquilo que escrevi no primeiro post, contando minha decisão, nunca aconteceu. De verdade, cada dia que passa, mais incrível eu acho meu corpo, meu ciclo, minha menstruação. Eu não tenho mais nojo, receio, dor, nada. Eu me sinto tão segura e confiante, que vou até testar a Pantys, aquela calcinha que substitui o absorvente. Se você já usou, por favor, me conte sua experiência!

Acho que tudo que eu tinha pra viver de novidade sem anticoncepcional, já aconteceu nesses três meses relatados aqui no blog. Então não vou me despedir desses relatos, mas irei espaça-los mais ou voltar assim que houver uma novidade para contar sobre o assunto. A minha dica final é: se você já cogitou alguma vez parar de tomar anticoncepcional, pare. Pare por você, se dê um tempo, se conheça e se não se adaptar tão bem como eu me adaptei, volte a toma-lo. Mas não deixe de tentar. Essa viagem de auto conhecimento é a coisa mais mágica que vivi nesse ano!

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • VEDA #24 | 50 perguntas em 5 minutos?!
  • Resultado do sorteio de natal!
  • MADE IN JAPAN!
  • Deixe seu comentário

    3 de novembro de 2017

    Se você me acompanha no Instagram e assiste aos stories, curtiu a festa de 3 milhões da Evelyn Regly junto comigo! Eu até tinha começado a fazer um vlog, mas gente, ficou difícil continuar depois. O ambiente era bem escuro, tinha música o tempo todo e aí como eu ia postar tendo que censurar as músicas? Então tirei bastante fotos e resolvi compartilhar um pouco da festa por aqui, porque que no stories já até sumiu!

    Para quem não acompanhou nem a #3MilhoesDaEve, a festa se chamou “A Festa de Outro Mundo” e teve dark como tema! Dentro disso podia rolar qualquer coisa, fantasia, estilo gótico e o que mais a imaginação mandasse. E vou dizer, o pessoal super se empolgou nas produções!

    O Youtube Space Rio estava inteirinho decorado no tema e ficou lindo demais! Tinham balões em forma de fantasmas, teias e aranhas, abóboras, morcegos e flores. Comida também não faltou! Open bar bombando para quem curte um álcool, água e refrigerante passando o tempo inteiro para quem prefere, como eu. E pra comer, minha gente?! Tudo que a gente gosta: mini hamburguer, cachorro quente, tacos, nachos, uma estação de crepe, uma de acarajé e sorvetes deliciosos. Também ficavam passando outras comidinhas como pizza e coisinhas assim. Tudo uma delícia!

    E ainda tinha uma mesa maravilhosa com bolo, docinhos, macarons, tudo aquilo que uma boa formiga como eu, curte! Só que eu fui embora antes e não tive como comer, mas tenho certeza que estava tudo maravilhoso também.


    Para meu look, resolvi apostar num estilo mais trevoso, como diz meu namorado “gótico suave”. Usei uma saia de renda da C&A que tinha comprado poucos dias antes de receber o convite para a festa! Uma blusinha da Rosegal, que já mostrei no vídeo de compras e por baixo um cropped. Eu não fui a única que curti meu look não! Muita gente até achou que era um vestido! E aí precisei colocar em prática tudo que eu sei de maquiagem e apostei em um olhão preto que era meu sonho aprender fazer! Eu curti bastante o resultado e se vocês quiserem, posso fazer um tutorial lá no canal ensinando a faze-lo. É tão fácil que até eu consegui fazer!

    A festa foi transmitida ao vivo no canal da Evelyn no Youtube e rolaram algumas entrevistas com comando da Alinne Prado. E eu fui uma das pessoas a participar! Infelizmente a live não está mais disponível e não consegui assistir. Mas falamos um pouco sobre rotina de gravação e o tantão de tempo que eu conheço a Evelyn. Outras pessoas como Juju Motta, Amanda Morbeck, Lívia Relgy e a família Santina também participaram da live. Achei muito legal, pois quem não estava lá curtiu juntinho em tempo real!
    Quando falamos em festa de Evelyn, tem que ter pancadão, né?! Tivemos JonJon O Baile, MC Sapão, Naldo Benny e Bochecha, muita música, funk e o pessoal indo até o chão.

    Festa é tudo de bom, mas para mim a melhor parte é reencontrar pessoas queridas! Principalmente aquelas que moram longe e não temos contato diário. Foi ótimo rever e conversar com Fabi Santina, Igor Saringer, Raka Minelli, Evelyn e mais uma galera que conversei ontem.
    Confesso que quando deu 2 da manhã, minha coluna acabou pedindo socorro e resolvi ir para casa. O pós festa é ótimo, nem sono eu conseguia sentir. Agora fica o que? A vontade de que venha logo os 4 milhões para curtirmos juntos outra vez. Amo demais!

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • O que as cariocas andam usando…
  • Uma tarde entre Amis com a Natura!
  • Karl Lagerfeld + Melissa
  • Deixe seu comentário

    27 de outubro de 2017

    Semana passada eu fiz um update sobre o segundo mês sem anticoncepcional. Nele, contei que estava tranquila, que desde que tinha parado de tomar o remédio, ainda não havia ficado menstruada e reforcei que seguia tomando o óleo de prímula desde o primeiro mês. O que eu não esperava era que dois dias depois de escrever aquele post, o dia que eu mais temia chegou: a menstruação desceu.
    Esse sempre foi o meu maior medo com relação a parar de tomar anticoncepcional e falei bastante dele no post que escrevi antes de parar de fato. Minha lembrança da vida antes do anticoncepcional era péssima. Eu tinha uma cólica tão forte que me fazia passar mal, me dava enjoo, minha pressão baixava e o fluxo, bom, era super intenso. Entendem meu medo de ficar sem o anticoncepcional? Eu realmente não queria voltar a ser a Iasmim de 15 anos que ficava um verdadeiro lixo durante a menstruação. Eu sempre tive muita TPM (mesmo depois do anticoncepcional). MUITA MESMO! Daquelas que nem eu mesma conseguia me suportar. Tudo aquilo que falam da TPM, eu tinha. Chorava do nada e sem parar, ficava irritada com qualquer coisa (e não era uma irritaçãozinha não, era braba) e meu corpo parecia um reloginho: dois dias antes de descer a dor de cabeça era avassaladora. Depois vinha a cólica, que me fazia me contorcer de dor e ficar sob efeito de remédio, relaxantes musculares e até anti inflamatórios.

    Pois é, o medo de morrer, de ter um problema sério de saúde com o anticoncepcional era maior e eu resolvi parar. Parei morrendo de medo e tudo que falavam para fazer e melhorar a TPM eu fiz. Uma dessas coisas foi o óleo de prímula. Muita gente no grupo do facebook era só amores por ele. Confesso que não coloquei muita fé, comprei, tomo religiosamente 2 vezes ao dia, mas sem acreditar que faria efeito. E aí que depois dias depois do último update, sem sinal e dor nenhuma, a menstruação desceu!
    Para mim é irreal não sentir nada! Eu não tive mesmo nenhum sintoma de que iria descer (tanto que no dia que desceu, eu fui a praia de manhã!). Eu não tive dor de cabeça, eu não inchei, meus seios não doeram e eu não tive cólica nenhuma! Agora o período está acabando e te digo: foi muito mais fácil do que quando eu tomava anticoncepcional! Sem dor nenhuma, sem fluxo super intenso (nem mesmo no primeiro dia, que para mim, sempre foi um terror). Todos os medos que tive nesses dois meses foram embora logo no primeiro dia.

    Se eu não colocava muita fé no óleo de prímula, agora eu virei praticamente uma discípula dele e ando recomendando para todas as minhas amigas. Se você toma ou não anticoncepcional e sofre com TPM e menstruação desregulada, o óleo de prímula serve para te ajudar! O óleo de prímula tem diversos benefícios, mas ficou conhecido mesmo pela galera que sofre de TPM e ciclo desregulado, e bom, nunca vi ninguém falar que deu errado ou que não funcionou! Além disso, alguns estudos demonstram que o óleo de prímula ajuda também na pele! Melhora a hidratação, elasticidade e também ajuda no controle da acne. Na saúde em geral, ajuda a controlar o colesterol e a pressão arterial. Ou seja: só amores!

    Eu comecei a toma-lo por conta própria já no meu primeiro mês sem anticoncepcional, peguei as dicas com as meninas do grupo, como é uma coisa natural, não achei que fosse necessário pedir para um médico e etc. Mas sabe aquela coisa do “faça o que eu digo, não faça o que eu faço?”, vale a pena procurar sim ajuda de um nutricionista ou até mesmo do seu ginecologista para mais informações sobre o óleo de prímula. Por aqui, só benefícios até agora! Até porque, falei no post da semana passada que ainda não encontrei uma médica para ir, né? Ele é vendido em farmácias, lojas de produtos naturais ou pode ser manipulado em farmácias de manipulação também. Eu tomo o da Profem, uma cápsula antes do almoço e outra antes do jantar. E olha, operou um verdadeiro milagre na minha vida!

    Como eu tinha prometido vir contar como foi a menstruação sem anticoncepcional, aqui está um relato tão lindo que eu jamais imaginei que faria!

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Vida de blogueira #6: Publis
  • VEDA #14 | Trufa de nutella super fácil
  • Combat Boots (Coturnos)
  • Deixe seu comentário

    26 de outubro de 2017

    Hoje é aquele dia de conversar enquanto eu hidrato o meu cabelo! Dessa vez, resolvi conversar sobre um assunto delicado, que até então só havia comentado no stories do Instagram. Mas achei importante falar aqui, já que o alcance é maior. E preciso muito que vocês saibam o que anda acontecendo na minha vida e o que vai mudar.

    Não é segredo para ninguém que eu morro de medo de dentista. Já tinha até falado isso no vídeo relatando a minha cirurgia dos sisos. Apesar de ter medo, eu sempre tratei, justamente para não passar por um perrengue maior. Como tinha muito medo, não retirei os sisos quando deveria, o que fez que meus dentes entortassem. Nunca foi algo que me incomodou, que baixou minha auto estima ou que me prejudicou, era realmente estético e eu não pensava em mudar. Apesar de sempre ter recebido comentários grosseiros sobre o assunto. Realmente não me incomodava ou me deixava mal. Muitos de vocês nunca viram esses comentários, porque eu nunca os aceitei no canal. Acredito que quando colocamos uma faísca, não demora para que se torne um incêndio. E por isso, eu não aceitava esses comentários.

    Só que recentemente tenho tido muitos problemas causados pelos dentes serem tortinhos. Fui orientada a colocar o aparelho ortodôntico para evitar que daqui uns anos eu perdesse todos os meus dentes! Então, não era mais uma coisa estética e sim que estava prejudicando muito minha saúde. Por isso, tomei a decisão de colocar o aparelho ortodôntico. E aí vem outro problema: eu acho horrível! Eu acho muito, muito feio o aparelho de metal! Precisei correr atrás de outra opção mais estética e menos chamativa, então optei pelo aparelho estético de cerâmica. Já fiz todos os exames, minha consulta de avaliação já está marcada e acredito que em breve vocês me vejam com um novo sorriso.

    Não vou mentir, já está sendo bem difícil! Difícil lidar com um medo tão grande de dentista. Medo de doer. Medo de não me adaptar. Medo de me sentir feia.. São tantos medos! Mas precisamos enfrenta-los, né? E confesso que ter o apoio e a força de vocês me ajuda a me manter firme e seguir, porque é pela minha saúde! Então me contem suas experiências com aparelho, quero saber tu-do!

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Eu Quero! #9
  • VEDA #29 | TAG 3,2,1 com minha mãe!
  • FAQ: Cauterização
  • Deixe seu comentário