24 de setembro de 2009

Todo mundo por aqui já sabe que eu sou doida por cabelos descoloridos (a começar pelo meu), mas o pessoal ainda tem BASTANTE preconceito com meninos que pintam/descolorem os cabelos.E quem foi que disse que eles também não podem ter um belo cabelo descolorido, ahm?Eles podem fazer tudo que nós fazemos gente, pra que o preconceito?Enfim, meninos que querem um loirão lindo ou branco, vou ensinar.

Descolorindo em casa:
Sim, demora mesmo ter um loiro platinado! E se quiser um loiro branco, demora ainda mais. Mas tudo depende da cor natural do seu cabelo.A fórmula é a de sempre pó descolorante + água oxigenada + 35 minutos (no maximo) e depois, bastante hidratação.Eu indico o pó descolorante da Yamá (pó azul, mentolado) e a água oxigenada da Amend (de 20 ou de 30, depende do estado do seu cabelo. A de 40 nunca! Ela faz o mesmo efeito da de 30, só estragando mais). Os descolorantes sem amonia fazem menos estrago.A mistura não pode ser nem muito rala e nem muito consistente. Tem que ser cremosa.
Mesmo eu fazendo em casa, eu sugiro que a primeira descoloração seja feito num salão, lá eles vão saber fazer sem manchar!

Depois de descolorir:
Não esqueçam que depois de fazer as mechas talvez seja preciso tonalizar! Aí entra o tonalizante na cor que vc bem desejar!
O estrago feito pela descoloração, ao contrario do que muitos pensam, é reversivel sim! Bastante hidratação.Manter os cabelos hidratados, brilhantes e sedosos sempre ajuda no resultado final. Cabelos bonitos são cabelos saudáveis!

Pronto Vini! Post que você pediu 🙂

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Cuidados com o cabelo no verão!
  • Recebidos de janeiro!
  • Bermuda Ciclista
  • 24 de setembro de 2009

    Se você é como eu e ama mudar a cor dos cabelos igual troca de roupa, isso pode servir pra te ajudar. Como já devo ter falado aqui, eu pinto (pintava, sosseguei um pouco agora) meu cabelo em casa. Até que um belo dia, deu errado e eu tive que apelar pra uma tinta de farmacia.
    Então ai vão dicas pra você, que assim como eu, fez uma bela cagada no cabelo e não sabe o que fazer agora.

    …o cabelo ficou muito escuro
    Esse caso pede uma ação rápida. Lave o cabelo assim que perceber que ficou escuro demais, de preferência com um shampoo de limpeza profunda. Para tirar o máximo da cor, recorra também a máscaras hidratantes oleosas, que ajudam a desbotar o cabelo. Se isso não for suficiente, procure um profissional que poderá fazer luzes ou decapagem (processo que retira todos os pigmentos de cor do fio).
    Não adianta pintar logo depois que deu errado: para consertar, é preciso desbotar! Se você não quer fazer luzes, continue fazendo esse processo de lavagem e hidratação por duas semanas, para tirar o máximo de pigmento possível, e então procure um profissional para chegar a cor que você quer.

    …o cabelo loiro ficou muito claro
    É o mais fácil de resolver! Você pode passar um tonalizante um tom mais escuro que a tinta que você passou inicialmente. Mas antes, atenção: faça um teste em uma mecha da nuca para ver se o resultado ficará bom (e não cinza, azul…)
    Pode passar o tonalizante assim que o cabelo secar, mas, para passar tintura, espere dois dias. Se preferir, vá ao salão para não errar!

    …o cabelo ficou muito vermelho
    Tinta não clareia tinta, então não adianta já passar uma tintura loira ou castanho-clara para clarear o cabelo.
    O que você pode fazer é neutralizar a cor: o vermelho-dourado faz isso com o vermelho tom vinho; já para o vermelho acobreado, use um tonalizante acinzentado. Para o vermelho bem vivo, o melhor é ir ao salão, já que a cor que o neutralizaria é o verde e só um profissional vai saber manusear essa cor do jeito correto.
    Como o “tonalizante neutralizador” depende do tom que você passou inicialmente, é indispensável fazer o teste em uma mecha da nuca antes de passar. Se a intenção é voltar para o seu tom natural, passe um tonalizante o mais próximo possível dele.

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Eu testei: Ampola hydra care, Vizcaya
  • Inspiration #49
  • Jaqueta de Aviador
  • 23 de setembro de 2009
    Olá queridos? Como estão? Então, já postei sobre tattoos e já postei sobre alargadores, nada mais justo do que agora postar sobre os tão queridos piercings. Cada dia que passa, mais lugares as pessoas inventam pra por piercing. No olho, na genital, nos mamilos. Certo, eu acho lindo piercings, mas tudo tem seu limite né? Se eu fosse postar sobre cada piercing aqui, iriamos ficar uma eternidade. Então, vou postar só os lugares mais “comuns”. Não tenho NADA contra, como já disse, acho lindo e faria vários. Mas com limite. Afinal, não podemos esquecer que daqui a 20 anos, nossa pele não será mais a mesma. E que daqui a algum tempo, teremos que enfrentar problemas no trabalho por causa disso. Então vale a pena pensar antes de fazer né?

    Piercing não é moda do século XX!

    Piercing, assim como a tatuagem, é uma forma de modificar o corpo humano. No piercing, normalmente fura-se a pele a fim de introduzir peças de metal esterilizadas.O piercing é utilizado por diversos povos. Os papues da Nova-Guiné, por exemplo, centram a sua decoração no nariz, as decorações corporais, servem para conferir ao indivíduo as virtudes do animal de que provém esses adornos.
    Já os kayapós, perfuram as orelhas dos recém-nascidos e o lábio inferior dos mais pequenos. O chefe kayapó tem o direito de ostentar um adorno labial de quartzo nas cerimônias particulares, diferenciando-se dos seus congeneres.
    Para os esquimós do Alaska, o piercing do lábio significa o momento da transição para o mundo adulto e significa que a criança se tornou um caçador. Na Índia é muito comum, sobretudo as mulheres, furarem o nariz, o septo nasal e as orelhas. O piercing da ala do nariz é proveniente da Índia, onde se reservava às castas mais altas, já o septo nasal perfurado é originário da Nova-Guiné.
    Na época dos faraós, o piercing no umbigo era exclusivo da família real. Os antigos maias praticavam a arte da perfuração, furando os lábios, o nariz e as orelhas.

    O melhor material
    Existem diversos materiais para as jóias. Apesar de normalmente se dizer que o mais indicado é o aço cirúrgico, tal não é verdade. O ideal será usar material como o Titânio ou mesmo o Teflon por serem menos reativos e assim produzirem uma menor resposta imunológica, que desencadiaria uma alergia ou inflamação. Não é recomendavel o uso de ouro, pois dependendo do sistema imunológico da pessoa, pode ocasionar alguma reação alérgica.

    Cuidados com piercings em geral:

    – Lave as mãos com sabonete anti-séptico antes de tocá-lo.
    – Lave a boca com anti-séptico bucal diluído em água após as refeições

    – Limpe o piercing somente duas vezes por dia, na fase de cicatrização
    – Não permita que outras pessoas toquem em seu piercing sem lavar as mãos.
    – Evite sauna, piscina, banho de mar, lagoa e excesso de sol.
    – Atritos causados por roupas apertadas, pesadas ou movimentos excessivos podem causar quelóides, irritação da pele. Isso forma um vermelho escuro ao redor do piercing, podendo levar até à rejeição.
    – O piercing só pode ser trocado ou retirado quando o local perfurado já estiver completamente cicatrizado
    – Evite roupas justas e sintéticas que fiquem em contato com o piercing, pois dificultam a respiração da pele
    – Não submeta seu piercing a nenhum atrito
    – Estresse, má alimentação, uso de drogas e álcool ou doença podem prolongar o período de cicatrização
    – Não tenha contato com fluidos de outras pessoas, como suor, saliva, secreções, sangue, etc.
    – Deixe longe de seu piercing, cosméticos, bronzeadores, perfumes, roupas de cama suja, aparelhos de telefone ou qualquer objeto de uso público. As infecções são causadas pelo contato com bactérias e fungos que podem estar em qualquer lugar
    – Para limpar o piercing, utilize um sabonete anti-séptico e aplique sobre o local, girando lentamente a jóia. Certifique-se que não ficou nenhum resíduo ou secreção.
    – Só toque no piercing quando estiver limpando
    – Para a cicatrização dos piercings bucais, chupe gelo e beba água gelada nos três primeiros dias. Evite beijos e alimentos apimentados
    – Não aplique sobre o piercing álcool, água oxigenada, mertiolate, mercúrio e pomadas que não sejam indicadas por um profissional.

    Tempo de cicatrização

    Lábio – 1 mês e 1 semana a 4 meses
    Língua – 4 a 6 meses
    Bochecha – 2 a 3 meses
    Sobrancelha – 6 a 8 meses
    Trago (orelha), Sobrancelha, Septo – 6 a 8 meses
    Cartilagem da orelha – 1 ano
    Aba do nariz – 2 meses a 1 ano
    Umbigo – 6 meses a 1 ano
    Mamilo – 4 meses a 1 ano
    Lábio interno, Clitóris – 4 a 8 semanas
    Lábio externo, Períneo – 2 a 6 meses
    Pênis – 8 semanas
    Nuca – 6 a 8 meses
    Cartilagem da Orelha e Nariz – 3 meses a 1 ano
    Braço/pulso- 1 a 2 meses

    • Nariz:

    Dor: A dor é suportável.
    Cuidados: Os cuidados são intensos e diários. Este piercing é muito conhecido, porém, há casos de que pessoas tenham colocado brincos comuns de lobulo, eles são curtos e a manutenção é dificultada, podendo ocasionar inflamação, dores constantes ou até mesmo rejeição.
    Custo: 35,00 reais em média (fora a manutenção)

    • Lábio

    Dor: Regular Suportável
    Cuidados: Na escovação principalmente. A limpeza deve ser feita após todas refeições, evitando deixar resíduos na boca, fazendo isso evitará que inflame ou que ocasione mal cheiro.
    Custo: Dependendo de quantos furos você fizer, se for dois, sai em média 100,00 reais com a manutenção incluída.

    • Lingua

    Dor: Suportável
    Cuidados: Uma higiene bucal regular diariamente é essencial para uma boa cicatrização.
    Custo: 40,00 em média (fora a manutenção)

    • Bochecha

    Dor: Rasoável
    Cuidados: Muitos, após as refeições a higiene bucal é muito importante.
    Custo: 120,00 em média, nos dois lados. (manutenção incluída)

    • Mamilo

    Dor: É um pouco doloroso, mas ainda sim, suportavél.
    Cuidados: Dobrado! Deve ter muito cuidado na limpeza, principalmente na cicatrização da perfuração. Se inflamar, tirar a jóia!
    Custo: 35,00 (fora a manutenção)

    • Umbigo

    Dor: Mínima!
    Cuidados: A limpeza é feita após o banho, diariamente! (evite pancadas no piercing)
    Custo: 50,00 (depende da jóia, manutenção não incluída)

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Fica a Dica #12
  • Verão 2010 – Vestido Tomara-que-caia
  • Super-Inverno
  • 19 de setembro de 2009
    São o acessório chave do verão. Também né, com esse calorzinho que anda fazendo (pelo menos aqui no Rio de Janeiro) não há mulher que aguente ficar com o cabelo solto. E também é otimo pra quem pretende deixar a franja crescer.

    O lado bom é que dá pra usar o dia inteiro, desde de manhã até a noite. Desde um churrasco em casa, até uma festa de casamento ou coisa assim. É claro que cada ocasião pede um estilo de faixa diferente, e ela tem que estar em harmonia com o resto da roupa.
    A variedade é enorme! Existem de todas as cores, tecidos e estampas, e a maneira de usar vai da sua imaginação.

    Essa é a faixa mesmo de cabelo. Ela pode ser durinha ou uma simples tira de tecido amarrada na parte da nuca. Se ela for bem grande, ou você não queria deixar as pontas penduradas, pode tentar dar mais uma volta na cabeça e deixar o nózinho aparecendo, ou esconde-lo de baixo da cabeleira.

    Já os lenços cobrem um pouquinho da testa. Deixando o cabelo todo para tras. Esse tipo está sendo bem usado pelas atrizes. Também pode ser usado aberto em cima da cabeça, como uma “bandana”.

    Os arcos também voltaram. Dessa vez, com uns adorninhos extras. Eles estão aparecendo bastante com laços, aplicações de feltro ou de fuxico. Mas também tem uns modelinhos mais “chiques” com aplicações de pedrinhas de strass.

    Essas são as faixas “hippie” são, na maioria das vezes, feitas de couro. Elas podem ter penas, ou ser apenas trançadas. São lindas de morrer, e são até faceis de fazer em casa. São usadas por cima do cabelo.

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Três dicas infalíveis para a mala de viagem perfeita!
  • Botas e Sobretudo
  • Look do dia: Tudo arrumadinho