29 de maio de 2020

Vamos conversar sobre DIU?! Quem me segue no Instagram e acompanha os stories diariamente, já sabe que estou no processo de decidir colocar o DIU. Na verdade, desde que parei de tomar o anticoncepcional há quase 3 anos, eu cogito a possibilidade do DIU.
Depois de todo esse tempo sem o uso de anticoncepcionais, eu me sinto 100% confortável e consciente do meu corpo. Eu sei exatamente em que fase do meu ciclo está, quanto tempo ele dura e qual o fluxo. Sempre que me perguntam sobre como foi parar de tomar o medicamento, eu digo que estou há 3 anos em uma verdadeira lua de mel com o meu corpo. Meu ciclo é sempre certinho, quase nunca atrasa. Eu não sinto nada de cólica e minha menstruação só dura de 3 a 4 dias com o fluxo médio no primeiro dia e leve nos demais.

Mas, não posso negar que apesar de todos os cuidados, o medo de uma gravidez é sempre presente. Eu tenho real fobia de engravidar. Amo crianças, admiro quem é mãe, mas não é algo que eu queira para mim. Por isso, na semana passada eu fui na Dra. Ana Beatriz Matos aqui em São Paulo conversar sobre o DIU. Como eu já sabia, eu tenho quatro opções: Mirena e Kyleena que são DIUs hormonais. E cobre e cobre com prata, que não são hormonais. Apesar de todos os benefícios dos DIUs hormonais, eu não estou disposta a voltar a usar hormônios no meu corpo. Então, minhas opções são o de cobre e o de cobre com prata. Minha escolha pelo DIU é pela simplicidade de coloca-lo, por ser um método contraceptivo não hormonal e pela eficácia! O DIU de cobre protege até mais que uma laqueadura, sabia?! Como sabemos, o único método 100% eficaz é a abstinência, mas o DIU tem eficácia de 94%! E se combinado com um método de barreira, como a camisinha, pode te proteger ainda mais. Peguei todos os pedidos de exames, já estou fazendo todos eles e decidindo se eu realmente quero coloca-lo e qual deles vou escolher.

Mas resolvi vir escrever esse post, porque assim como quando eu decidi parar de tomar o anticoncepcional, o medo está presente e é normal! Naquela época, compartilhei por aqui minhas inseguranças e medos, e tive um apoio enorme de vocês que me acompanham! Como falei, há 3 anos eu vivo em uma lua de mel com o meu ciclo e um dos meus maiores medos em colocar o DIU, é “estragar” isso! Já sabemos que o DIU de cobre aumenta o fluxo e as cólicas, coisas que eu sofria muito quando adolescente e morro de medo de passar por aquilo novamente!

Confesso que dá medo sim! Mas assim como eu tinha medo quando parei de tomar anticoncepcional e foi algo excelente para a minha vida em geral, acredito que preciso tentar o DIU. Sei que dói, sei que pode ser terrível, mas também sei que se não me adaptar, eu posso tirar a qualquer momento. Esse foi mais um post de bate papo mesmo, de desabafo! E como sempre, espero vocês nos comentários me contando se usam ou já usaram DIU e como foi a experiência! Ah! Me segue no Instagram, pois estou sempre compartilhando informações e contando em tempo real sobre esse e muitos outros assuntos!

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Camisa Transparente
  • Onde comprar alargadores diferentes?!
  • Bicarbonato de sódio como shampoo?!
  • Deixe seu comentário

    20 de outubro de 2017

    Só comecei a perceber que o tempo anda passando rápido, quando paro para escrever esses posts sobre a parada do anticoncepcional. Aqui no blog já tem dois posts sobre o assunto, um que fiz antes de parar e outro quando completei 1 mês sem remédio. Bom, lá se vão 2 meses sem tomar o remédio e ainda não menstruei! Sim, você estaria enlouquecendo, né? Eu também achei que estaria, mas estou tão tranquila que fico até assustada, nem parece eu! Já falei nos outros posts que isso é normal. Depois de tomar o remédio por tanto tempo, o corpo realmente precisa de um tempo para começar a funcionar do jeitinho dele. No grupo do facebook que já comentei nos outros posts sobre anticoncepcional, as meninas estão exatamente com o mesmo probleminha. Algumas demoram 2 meses e outras até 1 ano para o corpo regularizar e a menstruação começar a vir. Quando você faz as coisas certinhas (se é que você me entende), não precisa se preocupar com essa falta de menstruação quando parar de tomar o remédio, porque faz parte do processo. Estou tão de boa com isso, que até apaguei meus apps de acompanhar ciclo. Afinal, eles só vão fazer sentido quando eu tiver um ciclo, né? Então logo que voltar a menstruar, volto a usa-los.

    Não mudou muita coisa desde o mês passado não. Mas o que aconteceu de diferente tem realmente feito diferença na minha vida. Por exemplo, não sinto na-da de dor de cabeça!! A dor de cabeça era frequente na minha vida quando usava o anticoncepcional, logo que parei passei dias com uma dor que simplesmente não cedia (falei no outro post) e depois disso, nem lembro mais o que é dor de cabeça. Outra vida, outra pessoa!
    Outra coisa que anda acontecendo bastante é a mudança de humor. Eu realmente não percebi até que meu namorado me chamou atenção.. são várias Iasmim’s diferentes durante o dia, as vezes até durante 1 hora. Num minuto eu estou super feliz e no minuto seguinte, posso estar querendo morrer ou com tanta raiva que parece que vou explodir. Achei até que poderia ser TPM, mas como nada aconteceu depois, atribui a falta de remédio mesmo.
    No outro post também falei sobre a pele extremamente oleosa e que já tinha começado com tratamento junto a uma dermatologista, sigo fazendo todo aquele ritual que contei por lá e a oleosidade está 100% controlada. Agora se eu deixar de fazer por alguns dias, a pele volta a ficar bem louca! É realmente um ritual, não dá para abrir mão!
    Como falei no último relato, estou tomando óleo de prímula ainda. Dizem que ele ajuda a amenizar os efeitos da TPM e cólicas. Como dizem que é melhor prevenir do que remediar, vou continuar tomando até acontecer alguma coisa que eu possa ver se ele tem feito diferença ou não.

    Ainda não procurei um ginecologista para fazer exames e conversar sobre a situação. Aquela coisa né, faça o que eu digo, não faça o que eu faço. Estou na saga de encontrar um profissional (de preferência mulher) que seja feminista ou que pelo menos tenha essa visão livre dos hormônios. Sabe como é difícil confiar em ginecologista, né? E encontrar e confiar em um com tantas exigências como estou fazendo, é ainda mais difícil. Se você for do Rio de Janeiro e tiver um profissional para me recomendar, pode deixar nos comentários ou mandar lá para o e-mail! Não estou com pressa para essa visita, talvez se eu estivesse com dor ou se estivesse acontecendo algo fora do comum, eu estaria desesperada e correndo para um hospital. Mas como está tudo ok, vou deixando para encontrar alguém realmente bom, sei que uma hora vai ser necessário fazer essa visitinha.

    No geral está sendo tudo infinitamente mais fácil do que imaginei que seria! Nós realmente aprendemos a entender e lidar melhor com o nosso corpo e acima de tudo respeita-lo do jeito que ele é. Nada do que está acontecendo é diferente do esperado ou do imaginado e sei que é questão de tempo para que tudo se ajuste. Se você tem vontade de parar de tomar o anticoncepcional e não o faz por medo, amiga, faça! Você nasceu assim, seu corpo sabe como fazer e você vai saber como lidar! E se você já fez como eu e parou de tomar o remédio, me conta nos comentários como tem sido sua experiência!

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Eu Quero! #1
  • PradaPorter Store!
  • Eu testei: Pigmento 08, Dailus Pro
  • Deixe seu comentário