7 de janeiro de 2011







compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Moletom
  • Eu testei: Pasta esfoliante e hidratante (Essências da Ilha)
  • Saia Lapis
  • Deixe seu comentário

    25 de novembro de 2010

    Olá!
    O que está acontecendo com o Rio de Janeiro? Sempre tive muito orgulho de ser carioca, de morar aqui, mesmo amando muito São Paulo. E o que é isso que está acontecendo gente? Matar pra que? Ganham o que com isso?
    Enfim, não podemos fazer nada né? Só viramos refens e nos trancamos em casa por medo, ainda que “casa” e “lar” não sejam mais sinônimos de segurança.

    Tenho percebido muita influência cigana nas roupas para esse verão, não sei se faz muito sentido, mas em alguns looks consigo ver aquele toque hippie.
    Tecidos leves e fluidos, cores, muitas cores e comprimentos que chegam aos pés puderam ser vistos em algumas grifes.

    Porém engana-se quem pensa que essa influência cigana para por aí, ela vai além de tecidos e modelagens.
    A onda cigana pretende avançar mais e entra também nos acessórios, jóias grandes, pedrarias, lenços (muitos!), e tudo isso pode ser tornar chique e urbano dependendo da composição.

    Pensando nisso, montei três looks ciganizados, o primeiro uma cigana mais chique, mas sem perder o foco, com muitos detalhes de pedraria. No segundo, uma cigana mais urbana, a saia com bastante babado apesar de curta, e o lenço no cabelo. E o terceiro, bem conceitual né.
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Maquiagem e cabelo, verão 2012 by Fashion Rio: Dia #1
  • Eu testei: BB cream capilar, Pantene
  • Mochileiros
  • Deixe seu comentário

    24 de fevereiro de 2010
    Hey fashionistas!
    Daqui a alguns dias o blog faz 1 ano, e eu tô preparando um post que não tem muito a ver com moda, mas com tudo que aconteceu e que passou pela minha cabeça desde o dia que eu criei isso aqui até hoje, bom, queria saber se isso ia incomodar vocês, porque vai ser meio que um “desabafo”.
    Tenho em mente dois posts, mas para um deles eu vou precisar da ajuda de “voluntárias” lá da faculdade, e como não levei camera hoje, vai ficar pra depois.

    Moda étnica, temos escutado esse termo a alguns meses, e ainda tem bastante gente que não sabe o que é, então, moda etnica são características de roupas típicas de um país ou região que dão identidade ao visual.
    Como tudo que vai, volta, essa foi mais uma tendência dos anos 70 e 80 que resolveu fazer uma visitinha aos nossos tempos, desfilou bastante nas passarelas mundo a fora, e se encontrou nas ruas.
    Estampas africanas, modelagens japonesas ou chinesas, um toque da Índia e outro das Arábias, e o guarda-roupa está pronto para encarar a nova ordem mundial – e o calor dos trópicos.
    A dica, é o bom senso sempre, deve existir um certo cuidado na hora de compor o look, para não sair por ai parecendo que vai a uma festa a fantasia.
    Os acessórios étnicos – pulseiras indianas, palitinhos japoneses para prender o cabelo e colares indígenas feitos de sementes – também servem para ‘levantar’ qualquer produção mais básica, como os visuais cáquis, os brancos, o preto total e ainda o bom e velho jeans com camiseta.
    Cores fortes, estampas, bordados e peças feitas à mão são características da moda étnica, que valoriza a cultura de várias partes do mundo.

    Dicas:
    – As estampas grandes e de tons fortes são as que melhor representam o estilo étnico. A modelagem saruel atualizou o chemisier e deu um ar oriental à peça.
    – Combine sempre acessórios muito coloridos com roupas básicas, tipo jeans e regata
    – Outro jeito de entrar na moda étnica é investir em peças com cortes marcantes que remetam à cultura de alguma região ou país
    – O maxivestido, assim como as batas longas e os caftãs, é um modelo com ares africanos e que combina bem com o clima brasileiro.
    – Roxo e laranja ou a mistura de tons primários são uma característica desse estilo.
    – O tie-dye e outros tipos de pinturas artesanais fazem parte da moda hippie.
    Montei dois looks, um mais puxado para os acessórios étnicos e outro para a roupa étnica em si

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Hello Kitty Café!
  • Hidrata e DESABAFA: Assalto, ballet, haters e etc..
  • Look: Vestido de margaridas
  • Deixe seu comentário

    19 de setembro de 2009
    São o acessório chave do verão. Também né, com esse calorzinho que anda fazendo (pelo menos aqui no Rio de Janeiro) não há mulher que aguente ficar com o cabelo solto. E também é otimo pra quem pretende deixar a franja crescer.

    O lado bom é que dá pra usar o dia inteiro, desde de manhã até a noite. Desde um churrasco em casa, até uma festa de casamento ou coisa assim. É claro que cada ocasião pede um estilo de faixa diferente, e ela tem que estar em harmonia com o resto da roupa.
    A variedade é enorme! Existem de todas as cores, tecidos e estampas, e a maneira de usar vai da sua imaginação.

    Essa é a faixa mesmo de cabelo. Ela pode ser durinha ou uma simples tira de tecido amarrada na parte da nuca. Se ela for bem grande, ou você não queria deixar as pontas penduradas, pode tentar dar mais uma volta na cabeça e deixar o nózinho aparecendo, ou esconde-lo de baixo da cabeleira.

    Já os lenços cobrem um pouquinho da testa. Deixando o cabelo todo para tras. Esse tipo está sendo bem usado pelas atrizes. Também pode ser usado aberto em cima da cabeça, como uma “bandana”.

    Os arcos também voltaram. Dessa vez, com uns adorninhos extras. Eles estão aparecendo bastante com laços, aplicações de feltro ou de fuxico. Mas também tem uns modelinhos mais “chiques” com aplicações de pedrinhas de strass.

    Essas são as faixas “hippie” são, na maioria das vezes, feitas de couro. Elas podem ter penas, ou ser apenas trançadas. São lindas de morrer, e são até faceis de fazer em casa. São usadas por cima do cabelo.

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Inspiration #30
  • Eu Quero! #4
  • Vida de blogueira #5: Organização
  • Deixe seu comentário