27 de junho de 2018

1 ano sem anticoncepcional

Pois é, jamais pensei que conseguiria chegar até aqui. Dá para acreditar que já tem 1 ano sem anticoncepcional? Aqui no blog rolaram alguns posts falando sobre o assunto. Por mais que cada dia que passasse eu estivesse mais feliz com a decisão, nunca achei que eu seria forte para ficar tanto tempo sem tomar.

Você não é refém do anticoncepcional!

Quem toma AC sabe, parece que somo reféns. A decisão de parar ou não é maior do que parece. Dá medo. Dá medo de engravidar. Dá medo de como vão ser os ciclos, o humor, as dores. Mas vou te dizer uma coisa, só você é capaz de tomar essa decisão. Se você está lendo esse post, é porque alguma vez na vida pensou em parar de tomar anticoncepcional. O conselho que eu posso te dar é, experimente parar. Não se cobre tanto e não entre na paranóia do “não vou tomar nunca mais”. Nunca é muito tempo e por mais que a vida sem anticoncepcional seja maravilhosa, ela não é para qualquer uma. Hoje, depois de 1 ano sem anticoncepcional posso te dizer que vale a pena tentar. E se você não conseguir se adaptar, volte a toma-lo. Faça isso com auxilio de um médico, mas não deixe de tentar por medo!

Cada dia mais fácil

Eu demorei 2 meses para menstruar depois que parei de tomar o anticoncepcional. E hoje depois de quase 1 ano, meus ciclos estão 100% regulados. Enquanto tomava remédio, eu menstruava 5 dias, sendo 3 deles com fluxo intenso. Hoje, eu menstruo por 3 dias, sendo só o primeiro com fluxo médio! O fluxo menstrual é bem instável, ele pode ser modificado de acordo com stress e até mesmo com a alimentação.
Ainda faço uso de 2 aplicativos para monitorar o ciclo. Uso o FLO e o Clue, eles me ajudam a saber sobre ovulação, dia fértil e monitorar o ciclo em geral.

Dores e TPM

Cólicas? Não sei o que é isso há 1 ano! Dor de cabeça? Também faz 1 ano que não sei o que é! Em posts passados falei sobre as cápsulas de óleo de prímula. Antes eu tomava 2 por dia, todos os dias. Há mais ou menos 6 meses atrás, comecei a tomar 1 por dia apenas. E mais recentemente, só tomo nas semanas que antecedem minha menstruação.

Prós e contras de não usar anticoncepcional

Hoje eu realmente não penso em voltar a toma-lo. Minha vida parece ter se tornado mais leve, não tenho mais crises de ansiedade frequente. Não tenho mais medo de menstruar, não sinto mais dor e menstruar não é mais um peso como era antes. Hoje eu me sinto muito mais confortável e confiante com meu corpo. Passei a reconhecer os sinais que ele me dá. Sinais de ovulação, sinais de que meu ciclo está próximo e aprendi a lidar com tudo isso.
O único “contra” para mim é o fato de não poder suspender a menstruação quando eu desejasse. Por exemplo, se eu fosse viajar e visse que meu remédio estava acabando e iria menstruar durante a viagem, eu emendava a cartela e ia tranquila. Hoje não tenho mais o “poder” de suspende-la. E isso também não tem sido um problema para mim! Como o fluxo diminuiu e eu não sinto dor, posso fazer o que quiser enquanto estiver menstruada. Meu ciclo agora depois de 1 ano sem anticoncepcional, também ajuda, já que ele é bem regular e eu consigo saber exatamente o dia utilizando os apps.

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Moda para Copiar: Tinsley Mortimer
  • 8 produtos para um olhar de diva!
  • Tudo amarelo!
  • Deixe seu comentário

    27 de outubro de 2017

    Semana passada eu fiz um update sobre o segundo mês sem anticoncepcional. Nele, contei que estava tranquila, que desde que tinha parado de tomar o remédio, ainda não havia ficado menstruada e reforcei que seguia tomando o óleo de prímula desde o primeiro mês. O que eu não esperava era que dois dias depois de escrever aquele post, o dia que eu mais temia chegou: a menstruação desceu.
    Esse sempre foi o meu maior medo com relação a parar de tomar anticoncepcional e falei bastante dele no post que escrevi antes de parar de fato. Minha lembrança da vida antes do anticoncepcional era péssima. Eu tinha uma cólica tão forte que me fazia passar mal, me dava enjoo, minha pressão baixava e o fluxo, bom, era super intenso. Entendem meu medo de ficar sem o anticoncepcional? Eu realmente não queria voltar a ser a Iasmim de 15 anos que ficava um verdadeiro lixo durante a menstruação. Eu sempre tive muita TPM (mesmo depois do anticoncepcional). MUITA MESMO! Daquelas que nem eu mesma conseguia me suportar. Tudo aquilo que falam da TPM, eu tinha. Chorava do nada e sem parar, ficava irritada com qualquer coisa (e não era uma irritaçãozinha não, era braba) e meu corpo parecia um reloginho: dois dias antes de descer a dor de cabeça era avassaladora. Depois vinha a cólica, que me fazia me contorcer de dor e ficar sob efeito de remédio, relaxantes musculares e até anti inflamatórios.

    Pois é, o medo de morrer, de ter um problema sério de saúde com o anticoncepcional era maior e eu resolvi parar. Parei morrendo de medo e tudo que falavam para fazer e melhorar a TPM eu fiz. Uma dessas coisas foi o óleo de prímula. Muita gente no grupo do facebook era só amores por ele. Confesso que não coloquei muita fé, comprei, tomo religiosamente 2 vezes ao dia, mas sem acreditar que faria efeito. E aí que depois dias depois do último update, sem sinal e dor nenhuma, a menstruação desceu!
    Para mim é irreal não sentir nada! Eu não tive mesmo nenhum sintoma de que iria descer (tanto que no dia que desceu, eu fui a praia de manhã!). Eu não tive dor de cabeça, eu não inchei, meus seios não doeram e eu não tive cólica nenhuma! Agora o período está acabando e te digo: foi muito mais fácil do que quando eu tomava anticoncepcional! Sem dor nenhuma, sem fluxo super intenso (nem mesmo no primeiro dia, que para mim, sempre foi um terror). Todos os medos que tive nesses dois meses foram embora logo no primeiro dia.

    Se eu não colocava muita fé no óleo de prímula, agora eu virei praticamente uma discípula dele e ando recomendando para todas as minhas amigas. Se você toma ou não anticoncepcional e sofre com TPM e menstruação desregulada, o óleo de prímula serve para te ajudar! O óleo de prímula tem diversos benefícios, mas ficou conhecido mesmo pela galera que sofre de TPM e ciclo desregulado, e bom, nunca vi ninguém falar que deu errado ou que não funcionou! Além disso, alguns estudos demonstram que o óleo de prímula ajuda também na pele! Melhora a hidratação, elasticidade e também ajuda no controle da acne. Na saúde em geral, ajuda a controlar o colesterol e a pressão arterial. Ou seja: só amores!

    Eu comecei a toma-lo por conta própria já no meu primeiro mês sem anticoncepcional, peguei as dicas com as meninas do grupo, como é uma coisa natural, não achei que fosse necessário pedir para um médico e etc. Mas sabe aquela coisa do “faça o que eu digo, não faça o que eu faço?”, vale a pena procurar sim ajuda de um nutricionista ou até mesmo do seu ginecologista para mais informações sobre o óleo de prímula. Por aqui, só benefícios até agora! Até porque, falei no post da semana passada que ainda não encontrei uma médica para ir, né? Ele é vendido em farmácias, lojas de produtos naturais ou pode ser manipulado em farmácias de manipulação também. Eu tomo o da Profem, uma cápsula antes do almoço e outra antes do jantar. E olha, operou um verdadeiro milagre na minha vida!

    Como eu tinha prometido vir contar como foi a menstruação sem anticoncepcional, aqui está um relato tão lindo que eu jamais imaginei que faria!

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Óculos de grau, mas com estilo
  • Pra que serve?! #4
  • Eu Testei! #8
  • Deixe seu comentário