18 de abril de 2018

Quem me segue no Instagram, acompanhou em tempo real a minha viagem para São Paulo semana passada. Já fui a São Paulo algumas vezes, mas sempre na correria, a trabalho e nunca tive tempo de realmente conhecer e visitar os lugares que eu tinha curiosidade. Até que semana passada eu pude conhecer mais um pouco da cidade e com a ajuda de vocês, fui a vários lugares legais!
Recebi algumas mensagens pedindo dica e perguntando onde eu tinha ido. Então resolvi fazer esse post hoje com algumas dicas e lojas que você não pode deixar de ir em São Paulo.

São Paulo

Casa das Rosas, Av. Paulista e MASP

Enquanto não estava liberado o check-in no hotel (eu fiquei no Feller, próximo a ProMatre e pertinho da Paulista), nós decidimos andar ali pela região da Paulista. Pedi dicas no Instagram e muita gente falou sobre a Casa das Rosas, claro que eu tive que ir lá, né? A Casa das Rosas é um casarão antigo com diversas manifestações culturais, principalmente de literatura e poesia. Ela tem um jardim lindo, cheio de flores e um terraço, com vista para a Paulista. É um espaço legal para conhecer, tomar um café ou tirar fotos.

São Paulo
A Av.Paulista é bem grande e vale a pena sim andar por ali! Parece que é onde tudo acontece em São Paulo, sabe? Em vários momentos você se sente andando na Times Square haha. Tem lojas bem grandes e legais, tem uma Riachuelo gigante! Só cuidado: não dá para ficar andando com celular na mão. Rolam alguns furtos/assaltos, onde passam correndo a pé ou de bicicleta e levam o celular. Então presta atenção!
Não dava para andar na Paulista e não passar no MASP. Eu não sei o que estava esperando, só que esperava mais. O famoso vão do MASP não é tão grande como eu achei e tem alguns moradores de rua por ali, fica atento, principalmente na hora das fotos! No domingo de manhã rola uma feirinha de antiguidades bem legal ali no vão, vale a pena olhar.

São Paulo

Liberdade

O bairro da Liberdade era o lugar que eu mais queria conhecer em São Paulo! Duvido que você nunca tenha escutado falar, mas a Liberdade é o bairro tradicional japonês. O local é bem bonitinho mesmo! Os posts tem aquele estilo de lanterna japonesa. Os sinais de trânsito são diferentes e é gente falando japonês para todos os lados. Lá você encontra de tudo um pouco. Tem várias lojas de cosméticos, lojas de quinquilharias, loja de coisas tradicionais e vários mercados japoneses. O SoGo Plaza Shopping é um “shopping” com vários stands de tudo o que você pode imaginar. Tem coisas tecnológicas, óculos, roupas e é o lugar para quem curte k-pop. Tem toucas, camisas de banda e etc. Tem o mercado Marukai, que acho que é o maior. Onde você encontra tudo de comida, doces, biscoitos, refrigerantes japoneses.

Para quem gosta de “quinquilharia” tem a Fancy Goods, que tem coisas bem legais, mas o preço é salgado. De beleza são várias, Ludovicus, Audrey e é claro, a Ikesaki, que tem nada menos que 4 andares! Eu nunca tinha visto uma loja de cosmético tão grande e fiquei louca lá!

São Paulo

Eu fui na liberdade na sexta feira e o movimento estava bem tranquilo. Andei com calma, pude olhar tudo com tranquilidade, tirei fotos sem disputar o espaço e não perdi tempo nas filas das lojas. Voltei no sábado e as ruas estavam lotadas! Era muita, muita, muita gente! Praticamente não dava para andar direito. Então se você quiser tranquilidade, vá no fim de semana. Outra coisa, aos fins de semana rola uma feirinha bem na Praça da Liberdade, tem artesanatos japoneses e vale a pena conhecer. Também tem o Jardim Japonês, que fica quase na frente da Ikesaki da Rua Galvão Bueno. É um jardim bem pequeninho, mas super fofo e gracioso para fotos, vale a pena dar uma entrada para olhar.

25 de março e Mercado Municipal

A 25 de março, eu já conhecia. Já tinha saído aqui do Rio só para ir lá. Se você gosta de acessórios, colares, chapéus, óculos, vale a pena a passada por lá. A gente nem tinha colocado nos planos, mas acabamos indo para procurar óculos escuros com preço mais em conta do que na Liberdade e é claro que encontramos. É uma rua lotada de gente e de lojas de tudo quanto é coisa que você quiser. Tem também a Galeria Pagé, que vende desde eletrônicos, a perfumes e óculos. Na rua, além das lojas, também tem camelôs vendendo roupas pet, t-shirts e todo tipo de coisa que você buscar.

O Mercado Municipal também é perto, dá para ir andando e vale a pena a passada nem que seja para um pastel. O Mercado é bem grande, tem uma variedade enorme de frutas e bares, que são oferecidos a você bem ali no meio da caminhada mesmo.

São Paulo

Parque Ibirapuera

No Uber de sexta a noite, ele recomendou que fossemos ao Parque do Ibirapuera no sábado de manhã, porque valia a pena conhecer e tudo mais. Não estava nos nossos planos, mas fomos e realmente valeu a pena! O parque é maior do que imaginei, nem andamos nele todo, apenas uma passada rápida para olhar e fotografar. O parque estava bem cheio, muita gente andando de bicicleta, caminhando, correndo. Se você for, vale a pena ir com mais calma e levar uma canga para sentar no gramado e relaxar. Tem uns paredões com grafites bem legais para fotos e essa ponte com uma vista muito bonita para o lago e para a cidade, que rende ótimas fotos!

São Paulo

Carlo’s Bakery

Inicialmente a passada pela Carlo’s Bakery estava no nosso roteiro, como boas fãs do programa. Depois a animação inicial foi diminuindo e decidimos não ir mais. Só que aí, aos 45 do segundo tempo, antes de partir para o aeroporto, resolvemos ir sim na padaria famosa de Cake Boss. A loja abre às 10 da manhã, chegamos lá nesse horário em ponto e já havia uma fila para entrar. A variedade de doces não é tão grande e a loja é bem pequena. O preço é muito acima do que imaginei! Por exemplo, um canoli tradicional custa R$14. E sinceramente? O preço não compensa o sabor. Os doces são gostosos, mas caros demais pela qualidade, não tem nada de extraordinário. Se você é fã do programa, vale a pena a ida, mas não crie uma expectativa tão grande.

Os bares da Rua Augusta

O primeiro bar que visitamos na Augusta foi o Tex Redneck Bar, que tem uma estrutura incrível! Ele é um bar/balada super divertido com cardápio tex-mex (e tem opções vegetarianas). Além disso, tem uma pista de dança estilo boate, mesas de sinuca, flipper, karaokê e pista de boliche! Até às 22 horas não paga entrada e após isso, você paga para entrar, mas esse valor é revertido em consumação. O preço não é tão convidativo, mas pela estrutura do lugar, vale a pena!

O bar que fomos na outra noite foi o Rock’n Roll Burguer, também na Augusta. É um bar bem pequeno, apertadinho, bem escuro e com a vibe rockeirinha que a gente ama. Também tem opções vegetarianas no cardápio! O preço é mais em conta que o outro bar, é um ambiente bem legal e alternativo. O diferencial dele são as máquinas de pinball, que eu adoro e foi o que me fez escolher esse bar para visitar.

Nem preciso falar que já quero voltar a São Paulo, né? Dessa vez eu realmente fui para conhecer melhor e descansar, mas já quero voltar para fazer encontro com os seguidores e reencontrar meus amigos!

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Suspensórios
  • Um novo amor: Tênis estampado ♥
  • SEGREDOS de edição no Instagram!
  • Deixe seu comentário