4 de fevereiro de 2015

Como resolvi parar de roer?

Desde que eu me entendo por gente, eu roí unha. No começo, não me incomodava o fato de viver com os dedos doloridos, com as pelinhas soltando e praticamente sem unha, afinal, o “prazer” de roer, compensava. Eu já disse algumas vezes que eu sou extremamente ansiosa, então o hábito de roer as unhas aumentava junto com a ansiedade. Já tinha tentado de tudo para parar, até os esmaltes com gosto ruim e confesso, depois de um tempo o gosto não fica tão ruim. Até que no último ano da escola eu resolvi parar e graças a Deus, quando eu resolvo alguma coisa, eu foco e nada me tira do caminho. Assim eu fiz e parei. Não usei nada pra me fazer parar de roer, só a minha força de vontade. Por 2 anos eu tive as unhas enormes, lindas, daquelas que todos perguntavam se era postiça, até que no segundo período da faculdade, começaram as aulas de costura e a unha grande me atrapalhava muito ao manipular tecidos, alfinetes e máquina de costura. Eu podia ter optado por cortar? Sim, podia. Mas voltei a roer.

No fim de 2013, quando acabei a faculdade, resolvi novamente parar. Já tinha conseguido uma vez e conseguiria outra e assim fiz, parei. Mas dessa vez algo me tirou “dos eixos”, em janeiro meu cachorro passou mal e aquela noite eu roí minhas unhas até elas sangrarem, ele faleceu no dia seguinte e eu não parei mais de roer.
Até que há pouco mais de 1 mês eu postei no instagram que pararia novamente e nunca imaginei o tanto de gente que tinha o mesmo vício que eu. Sim gente, roer unha é um vício. Tão ruim e difícil de ser controlado como o vício nas drogas, mas parar, só depende de ti e da sua vontade.

Cortar para igualar ou deixar como está?

Quando elas começaram a crescer, cada uma de um tamanho diferente (natural, já que quando roemos elas não ficam do mesmo tamanho), eu pensei em cortar e lixar, pra deixar todas do mesmo tamanho. Mas, se fizesse isso, voltaria a estaca 0 e elas ficariam curtinhas outra vez. Então optei por não cortar e deixá-las crescer primeiro, mesmo que por um momento ficassem diferentes uma da outra e agora que já estão um pouco maiores, foi que eu comecei a acertar e tentar deixar tudo mais ou menos do mesmo tamanho.

Em busca da base perfeita

A primeira coisa que eu fiz depois que resolvi parar de roer, foi buscar uma boa base. Minha escolha não demorou muito, porque antes já tinha usado de tudo um pouco e nada realmente funcionava, inicialmente optei pela Power Nail da YNC (Yenzah), que é um fortalecedor e endurecedor de unhas, o que pra mim é ótimo, já que minhas unhas eram moles e descamavam com facilidade. Essa base possui partículas de diamante e D-Pantenol, mas o mais legal mesmo é que ela tem um tamanho maior do que os esmaltes comuns, 12 ml o que a faz durar uma eternidade. Mas aí você pensa “o potinho é grande, mas vai endurecer logo” e não, gente! Aí entra a parte legal da história, dentro de todos os produtos YNC tem duas bolinhas de metal, essas bolinhas servem pra ficar sempre “mexendo” no esmalte/base, evitando que ele fique duro ou ressecado. 

Base é uma coisa que hoje em dia eu vejo que não dá pra ser qualquer uma e vale sim o investimento de um produtinho mais caro, afinal como o próprio nome já diz, ela vai ser a base de tudo. Tenho usado essa desde que parei de roer unhas e a diferença é mesmo enorme, elas pararam de descamar e estão infinitamente mais duras!

Tirar ou não tirar a cutícula?!

Outra coisa que eu faço (nunca fiz) é não tirar cutículas. As poucas vezes que fui em salão para fazer as unhas, ninguém nunca teve coragem de tirar minha cutícula, isso porque elas são muito, muuuiiito fininhas e não atrapalham em nada e nem deixam com aspecto feio. Dizem que se você nunca tirar, elas nunca crescem e assim eu tenho feito desde sempre. Ao invés de tirar, eu empurro elas com palitinho pra baixo. Eu passo hidratante próprio para mãos/unhas em cada dedo e deixo um algodão em cima por mais ou menos 5 minutos, depois tiro e empurro usando o palito mesmo. Tcharan, unhas livres e prontas para o esmalte.

A louca dos esmaltes!

Já os esmaltes, confesso que não me ligo muito em marca, compro mesmo pela cor. Recentemente descobri a marca DNA, que nunca tinha visto perto de casa e comprei dois azuis (amo esmalte azul!) pra testar e simplesmente amei! Todas as cores da marca são absolutamente maravilhosas, a pigmentação é incrível e a duração nem se fala. Pena que não encontro tão perto de casa, mas quando encontro, já vou fazendo um estoque.
Além da DNA, também tenho gostado bastante dos esmaltes da YNC e da Impala, embora sempre me pareça os mesmos esmaltes de sempre, só que com nomes diferentes.

Removedor de esmalte dos deuses!

Geralmente eu deixo o esmalte por 1 semana, tiro e fico uns 2 dias sem nada para a unha “descansar” e aí recomeço o  de sempre: hidratar, empurrar pelinhas e etc.
Remover esmalte sempre foi um drama na vida, não gosto de acetona, deixa a unha meio branca e eu sinto que com o tempo elas vão enfraquecendo outra vez. Uma coisa que eu tenho usado e gostado muito é o removedor de esmalte da Studio 35, aquele famoso potinho com a esponja dentro, que você só coloca o dedo, gira e milagrosamente tudo sai. Ele realmente remove tudo, se for um esmalte normal, se for aquele bendito esmalte com glitter eu vou ensinar em outro post como tira! Como eu não tiro cutícula, as vezes fica um restinho de esmalte nos cantos da unha, então eu coloco algodão no palito e umedeço dentro do pote mesmo e então retiro o que sobrou.

Bom! Gigante o post né? Mas já que vocês pediram, eu vim contar tudo que eu tenho feito e usado desde que parei de roer unhas, sei que muita gente passa pela a mesma coisa e não adianta. Não existe milagre para parar, existe força de vontade! Se vocês quiserem, eu faço um vídeo mostrando tudo isso que escrevi, como faço as minhas unhas em casa, pra vocês verem que dá pra fazer bonitinho e ainda economizar uma graninha! Então se você acha a ideia do vídeo válida, deixa aí nos comentários que eu volto pra fazer!

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Em alta: Decorativismo
  • Moda ao longo do tempo
  • Moda para copiar: Isabela Fiorentino
  • Deixe seu comentário

    23 de dezembro de 2013
    Tinha avisado lá no Face que ia me afastar por uns dias por conta das festas, mas não adianta! Já passei tempo demais sem escrever enquanto estava me formando e agora ficar sem psotar 1 dia já é tortura. Por isso voltei hoje para esse post, um post mais levinho, mas não menos importante.
    Como disse lá no post do projeto unhas grandes, minhas unhas estão crescendo de novo e meu vício por esmaltes voltando. Eu tenho uma caixa enorme cheia de esmaltes e não gosto de mais nenhum deles, então joguei fora os velhos e repassei o restante para minha mãe e a partir daí tô comprando esmaltes novos 😀
    Ah! Antes que perguntem, eu não tenho uma marca preferida. Passeio pela farmácia olhando as cores e a que me agradar, eu compro. Já sobre tons e cores acho que tenho preferencia pelos azuis e pelas cores mais escuras como preto e roxo, mas também varia demais! 
    O post de hoje é para isso, mostrar meus 10 atuais esmaltes preferidos 🙂

    1. Esmalte sorvetinho (tem pra comprar lá na lojinha!)
    2. Colorama, Maxi Colar
    3. Impala, Conchas
    4. Impala Isis Valverde, Laura
    5. Colorama, Quinta Avenida
    6. Ana Hickmann, Tango
    7. QDB, Azuldite
    8. Impala, Cinturinha
    9. Colorama, Noite de Gala
    10. QDB, Chumbex

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • As saias do verão
  • Moicanos
  • Pílulas de Estilo #5
  • Deixe seu comentário

    17 de dezembro de 2013
    Desde criança eu tinha tenho a mania horrível de roer as unhas. Quando era menor, roía tanto, que tinha vezes que mal conseguia pegar as coisas de tanta dor nos dedos, e de nada adiantava aqueles esmaltes com gosto ruim, porque depois de uns dias eu já nem achava o gosto tão ruim. Depois, durante o ensino médio consegui manter unhas enormes, lindas.. e aí, veio a faculdade e as aulas de costura para me fazer voltar a roer (fala sério, roer é mais interessante que cortar), porque era muito dificil manipular a máquina de costura com garras enormes. Eis que a umas duas semanas reparei que, do nada e sem perceber, eu tinha parado de roer as unhas e elas estavam voltando a crescer. Parece que aí mesmo que dá vontade de colocar o dedo na boca e roer tudo outra vez. Mas desde então venho aguentando bravamente, cuidando, pintando e espero que um dia ela volte a ser como era.
    Eu sei que não é fácil deixar velhos hábitos de lado, ainda mais roer as unhas, sei também que tem uma galera aí que morre de vontade de deixar a unha crescer e assim como eu, não consegue. E não é só deixar crescer, assim como cabelo, requer cuidado, manutenção, também fica fraco e quebra.
    Por isso o post de hoje é para as meninas que querem deixar a unha crescer, vim mostrar meus produtos e esmaltes preferidos para cuidar das unhas 🙂

    1. Fortalecedor 2 em 1 (Océane Femme): Essa base eu ganhei da assessoria da Océane já tem um tempinho, é ótima para pessoas que têm as unhas fracas (eu, eu!). Além de fortalecer, esse produto também ajuda na fixação do esmalte, de modo que as unhas não descasquem e não quebrem, garantindo unhas longas e esmalte por muito mais tempo. Custa R$22,90 na Loosho.
    2. Nutribase Crescimento (Colorama): Essa eu uso desde a última vez que minhas unhas eram grandes. Ela é formulada com ceramidas + extrato de Chá Verde e ginseng, que são conhecidos como estimulantes naturais para o crescimento das unhas. Custa R$3,99 na NetFarma.
    3. Óleo Fortalecedor de Unhas (Granado): Eu sou APAIXONADA por essa linha Pink da Granado (e por todas as outras, a de neném então..). Ao contrário das outras que mostramos agora, que são usadas antes do esmalte, esse óleo da Granado pode ser usado por cima do esmalte mesmo. A proposta dele é repor o silicone e queratinha nas unhas, deixando-as mais fortes e resistentes. Custa R$28 na loja online da Granado.
    4. Base Reestruturadora (Risque Technology): Não sou fã dos esmaltes da Risque, comprei essa base porque era a única que tinha na farmácia e fiquei assustada com o efeito, a unha fica realmente mais forte e durinha. No site, diz que ela é formulada com vitamina F e complexo fortalecedor e que já na terceira aplicação as unhas ficam 40% mais fortes. Custa R$3,50 na NetFarma.

    5. Base 4 em 1 Complexo para Unhas (Avon): Eu nunca usei, minha mãe usa e gosta muito. Aplicado como base, protege, fortalece e condiciona as unhas. Aplicado após o esmalte, ajuda a prolongar sua durabilidade. Custa R$5,99 com as revendedoras da Avon.

    Também tem uma dica preciosa para deixar as unhas bonitas? Conta pra gente aí nos comentários!
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Franja + verão = desespero
  • Cronograma capilar: O que meu cabelo precisa?!
  • M.I.B: Machos Inteligentes usam Branco
  • Deixe seu comentário

    16 de agosto de 2013
    Pra você que pensava que unha se resumia a uma base incolor e um esmalte nude, e foi se assustando com a existência dos craquelados, holográficos e outras novidades, se prepare para esta: a moda agora é tatuagem de cutícula.
    As unhas viraram literalmente um acessório, com direito até a desfile de tendências, a Nails Fashion Week. Se pensava que ia parar por aí, nada disso! As empresas continuam a inovar, inovar e inovar! A tatuagem de cutícula ou “cuticle art” foi lançada nos Estados Unidos por uma marca americana chamada Rad Nails. O jeito de colocar é o mesmo daquelas tatuagens que vinham nos chicletes, é só colocar no lugar, e umedecer o papelzinho com água, pressionar e depois tirar.  Se a ideia de colar na pele não te agradar, também dá para colar na própria unha e funciona do mesmo jeito, só precisa esperar o esmalte secar bastante, é claro.
    Agora vem a notícia boa, uma cartela com 14 adesivos, custa 6 dólares, pode ser comprado no e-commerce da marca e entrega no Brasil!
    Gostou da ideia e quer comprar? Clique aqui.
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Cinquentismo by Herchcovitch
  • Especial Festa de 15 Anos – Decoração
  • Deus salve as Regatas!
  • Deixe seu comentário