27 de abril de 2011

Que brasileiro tem fama de “copiador”, todos sabemos. Quando alguma coisa vira hit lá fora, marcas brasileiras resolvem “inovar” por aqui e fazer igual aos outros. Porém, nem tudo fica tão maravilhosamente perfeito como era para ser.
Cansada e revoltada com os esmaltes daqui, resolvi hoje falar sobre o assunto. Prestem atenção: não é uma critica. É um direito que temos de argumentar sobre o que compramos.
Os esmaltes brasileiros, cumprem com o que prometem?

Agora, o que virou moda foram os esmaltes 3D, ou holográficos.. e sobre estes, muito a declarar. Os holográficos de lá, são fortes e realmente dão um efeito 3D nas unhas. Alguns, são tão fortes que me dão vertigem (é sério!). As cores são realmente bonitas e estes, cumprem o prometido, que é uma cobertura holográfica, 3D.

Já os brasileiros… não parecem ter entendido muito bem o que significa um efeito holográfico e criaram “esmaltes 3D” que mais parecem aquelas coberturas de glitter que já deram e eu quero bem longe da minha caixa de esmalte. Tivemos problemas com a parceria com a LUDURANA (já deve estar sendo resolvida), e eu, tive que comprar os esmaltes se quisesse testá-lo. De fato eu comprei, e os problemas com o 3D brasileiro começou logo que cheguei ao caixa da farmácia, a começar pelo preço, R$ 3 reais. Não lembro ao certo quantas cores tinham, mas eu optei por comprar uma só.

Cheguei em casa ansiosa para ver uma unha 3D bem na minha frente, e… ele não ficou como eu esperava, mas sim, indesejadamente purpurinado. E os problemas não acabam aí, na hora de tirar, ele solta muita purpurina e suja toda a mão, e parece que gruda.. saindo só depois de um tempo.
Não contente com a péssima experiência, resolvi testar o 3D da IMPALA. Paguei R$ 4 nele e as diferenças entre esse e o anterior começam pelo o que é visto através da embalagem. O da Impala parece muito mais holográfico que o da Ludurana. E isso foi comprovado após o uso. Ainda não é um 3D igual aos internacionais, mais diria que está 70% mais próximo do que é prometido.. Já o da Ludurana …
Os craquelados também viraram tendência mundo a fora, e com o Brasil não foi diferente. Rapidamente, marcas brasileiras trouxeram o efeito “cracked” para os nossos esmaltes.

Posso garantir que meus problemas com os craquelados brasileiros não foram menores do que com os holográficos, embora tenha testado apenas a marca LUDURANA.

Com toda aquela afobação ao ver coisa nova, comprei logo dois e paguei, mais ou menos R$ 3,50 por cada um deles. Com o azul, não tive tantos problemas, ele teve uma boa cobertura e craquelou lindamente, embora tenha ficado meio fosco, nada que um extra brilho não resolva. Já com o rosa.. problemas. A cor dele é bonita…. dentro do vidro. Quando usado na unha, o rosa fica muito transparente, deixando ser visto a cor do esmalte usado como base. Se passado mais de uma vez, ele craquela, abre demais, e fica um horror. Não posso comparar com nenhum outro, pois ainda não achei o da Big Universo, mas, dizem as más linguas que o craquelado da Big é realmente perfeito.. vejamos daqui a alguns dias.
Esse post ficou imenso, e olha que eu nem testei os flocados ainda heim…
compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Cabelos mais lisos com Gota Dourada!
  • Unhas da Semana #15
  • Fica a dica #2
  • Deixe seu comentário

    Deixe seu comentário

    Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog: