27 de julho de 2017

Desde que eu entrei para o pilates lá no começo do ano e em quase todas as fotos das estripulias que eu apronto por lá e posto no Instagram, rolam várias perguntas sobre como é, para que serve, como é a minha rotina e tudo isso. Então eu resolvi gravar não só o que eu faço por lá durante a aula, mas também toda a minha rotina com o pilates, desde a hora que eu começo a arrumar a bolsa e me arrumar até a hora que eu volto para a casa!

Já tem um pouco mais de seis meses que eu comecei o pilates, faço duas vezes por semana, cada aula com duração de uma hora e a mudança no meu corpo é perceptível. Por ser bem grande (mesmo não parecendo, eu tenho pouco mais de 1,80m!), passar muitas horas sentada e ter uma péssima postura, sempre sofri muito com dor na coluna e todos os anos que passei sem praticar exercício físico me resultaram em um encurtamento do músculo posterior, probleminhas que o ballet me ajudaram a diminuir, mas que não tinham sido 100% resolvidos. Conheci o pilates através de minhas amigas que já faziam e sempre falavam bem, então no começo do ano resolvi experimentar o pilates. E olha, foi de longe a melhor coisa que eu fiz em 2017!

O pilates tem me ajudado muito não só na questão postural e a diminuir essas dores chatas, mas também me ajudou bastante com a ansiedade. No pilates, trabalhamos exercícios de força e alongamento, todos eles pautados na respiração e concentração, fazendo com que tenhamos um controle maior e também conhecer melhor o nosso corpo. Minhas aulas são sempre divididas em duas partes: na primeira parte começamos os exercícios no chão e na segunda metade, trabalhamos nos aparelhos. Quem vê, parece fácil, né?! Mas olha, vou te contar que eu saio de lá sempre tremendo e suando, mas muito mais disposta do que quando não fazia nada.
Ao contrário do ballet que eu precisava levar uma bolsa lotada de curativos e acessórios, para o pilates eu levo apenas uma meia estilo sapatilha com antiderrapante, uma luvinha que ajuda as mão a não escorregarem nos exercícios, prendedor de tecido para não marcar e um finalizador levinho para ajudar com a saúde dos fios depois dos exercícios. Já falei algumas vezes que a tração do penteado e o suor prejudicam muito o cabelo! E como eu não quero estragá-lo, não abro mão dos cuidados nunca.

O pilates é recomendado para todo mundo que quer fazer, sabia que até idosos e grávidas podem (e devem) praticá-lo? Ao se matricular para começar o pilates, é comum respondermos um questionário sobre dores e saúde em geral, para que as instrutoras (que são fisioterapeutas e com cursos para poder ministrar o pilates) possam desenvolver cada aula personalizada para as necessidades e objetivos de cada aluno. O que eu mais gosto é o fato de uma aula sempre ser diferente da outra, o que deixa o exercício bem dinâmico e nada enjoativo.

Apesar do pilates trabalhar bastante com a força, ele não emagrece, tá? Isso porque o pilates não é um exercício aeróbico, mas ele ajuda sim a dar uma definida bem legal nos músculos! Se a sua intenção é emagrecer, deve aliar reeducação alimentar + pilates (se não gostar de academia, como eu) + aeróbico, ai meu bem, você vai ver o “milagre” acontecer no seu corpinho!

Jamais imaginei que eu realmente sentiria prazer em fazer algum exercício que não fosse a dança, mas não só sinto como estou apaixonada! A mudança no meu corpo e no meu comportamento foram tão grandes, que minha mãe resolveu fazer uma aula experimental e assim como eu, não saiu mais de lá. Além de ser um tempo gostoso que eu tiro para me cuidar durante meu dia, tem sido um tempo legal de passar com a minha mãe também, diferente do relacionamento que temos em casa. E além de trabalharmos juntas no pilates, ainda arrumei uma companheira de alongamento em casa!
Estou até sendo suspeita para falar, né? Mas acho que se você quer fazer um exercício, não gosta de academia e quer ver os resultados no seu corpo, amiga, se joga no pilates que o vício e o resultado são garantidos! Mas não esquece de buscar referências do estúdio onde você vai fazer, tá? Não esquece que é seu corpo e sua saúde que está em jogo, então pesquise referências dos profissionais e observe bem se o fisioterapeuta tem capacitação para o pilates!

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Reconstrução caseira dos fios com queratina
  • Top 5: Descolorantes
  • TRANSFORMANDO material escolar antigo! | DIY material escolar de unicórnio
  • Deixe seu comentário