13 de novembro de 2013

Oi, oi!
A um tempinho atrás, umas duas temporadas, as peças plissadas eram “A” peça. Do nada, de um dia para o outro elas sumiram das lojas e ninguém mais usava. Eu cheguei a comprar uma saia e nem deu tempo de usar (ainda tá com etiqueta)! Eis que zapeando pelas próximas tendências encontrei a excelente novidade de que os plissados estão de volta e muito mais rápido do que imaginei!

O que muita gente não sabe, é que os plissados não são criação de 1 ou 2 anos atrás. Ele são do tempo da nossa vovó, ou até da bisavó! Eles se tornaram populares durante os anos 20 e 50 e foram criados para os vestidos das mulheres terem mais movimento e feminilidade na hora da dança.   Hoje em dia, é muito fácil encontrar tecidos que já tem essa textura sanfonada. Mas, antigamente isso era feito por alfaiate ou em casa mesmo, com costura, goma de engomar e ferro, para marcar as ‘pregas’.

Já conceituado por grandes marcas, o “plissê”, já passeou nas passarelas de nada mais, nada menos que Céline, Chloé, Lanvin, Dior e Rochas.
Os plissados tem tudo a ver com o verão, por serem leves e fresquinhos, uma ótima opção para o calorão que anda fazendo (e olha que nem estamos oficialmente no verão!)

Além das dobrinhas verticais, Dior (ahh Dior!) trouxe uma novidade: plissado na diagonal! O tradicional, ajuda a alongar a silhueta, tudo que é vertical, dá ideia de alongamento, lembra? Já a novidade, na diagonal, pode causar o efeito totalmente contrário e dar a ideia de um corpo mais “alargado”.

Dá para encontrar o plissado em quase todas as peças, sendo os vestidos e as saias os mais procurados. A ideia é compor um look com uma peça plissada (se não for uma peça inteira, como um vestido) com outra peça mais neutra, sem estampas, lisa e com cores neutras para não ficar informação demais e acabar caindo no over.
Oba! Vou lá colocar minha saia na frente do armário pra usar assim que der!

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Coque coração
  • Você conhece a Cuplover?!
  • Coletes de Pele
  • Deixe seu comentário

    Deixe seu comentário

    Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog: