15 de janeiro de 2010

Olá amadinhos, como estão? Finalmente caiu uma chuva boa ontem e hoje aqui no Rio..deu pra dar aquela refrescada que tanto precisava.
Então, já pararam pra prestar atenção nas roupitchas dos japas? São super! Hoje o post é pra eles, ou melhor.. pra gente, se inspirar.

Os japoneses não têm nenhuma inibição na hora de compor o look: vale tudo.
E tudo mesmo! As meninas abusam de sobreposições, sapatos diferentes, acessórios originais e os cabelos.. de todas as cores e formas.
Eles podem ser minimalistas em muitas coisas, como na arquitetura e no design, mas ao se vestirem não têm medo nenhum de ousar nas sobreposições e nas cores.

As japinhas, não são lá tão altas como a maioria das ocidentais, eles medem em torno de 1,58.. então, elas usam (e abusam) dos saltos. E que saltos! Lá os sapatos não são só parte de um look, mas muitas vezes a peça principal dele.
Mas, as peças básicas não são esquecidas! Bazer, camisa e gravata também fazem parte dos looks orientais, mas, para dar um ar moderninho, vale misturar cores e texturas, além claro, dos acessórios.

As meias também estão sempre presentes, afinal, nada como um belo par de meias para nos proteger do frio e dar um toque especial ao visual. Conscientes disso, as japonesas usam e abusam do acessório. Liso ou estampado, listrado ou 7/8, as meias não desgrudam das pernas das tokyianas.

Mas não pensem que os meninos da capital japonesa foram esquecidos! Eles são muito estilosos também. Não se limitam ao básico jeans e camiseta. Os japoneses esbanjam estilo e excentricidade, criando visuais diferentes e inusitados. Pela criatividade e ousadia, os meninos de Toquio merecem um espacinho aqui também.

A aposta maior é no colete. As camisas, fechadas até no colarinho, também marcam presença quando o quesito é formalidade, ou uma aparência mais ‘certinha’, nas ruas de Shibuya.

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Patricinhas
  • Eu quero #8
  • Tudo sobre reconstrução capilar
  • 14 de janeiro de 2010

    Ei amigos, como estão? E a chuva, vem ou não vem? Tô precisando de uma CHUVINHA pra refrescar. Bem, hoje tirei o post para falar da cor mais usada de todos os tempos, o rosa.

    Todo mundo (isso inclui, meninas e meninos) já teve uma fase rosa.. tudo era rosa, rosa, rosa e mais rosa. Para alguns, isso passou e agora vem na medida certa, mas, para outros isso continua, e existem pessoas que levam o rosa tão a sério, que chega a ser estilo de vida. Quando somos crianças, rosa é rosa.. Depois que crescemos, percebemos que existem rosas de várias tonalidades. Ultimamente, o mais usado é o rosa fluor.
    Cores vibrantes sempre foram a cara do verão! Para esse, as novidades aparecem nos neons… em pequena quantidade, num detalhe, numa sobreposição de regatas… na minha opinião, até agora pouca gente apostou. Parece que o pink está um pouco mais forte!
    A peça tá lá, é rosa (mil pontos positivos) mas tem algo nela que simplesmente não encaixa? Bom, a verdade é que o problema não é o rosa em si, mas o tom que você está realmente procurando…

    Ás vezes é difícil montar looks com ela sem ficar muito “carregado”. Nessa hora, vale uma regrinha bem fácil: tons fortes como o pink pedem combinações com cores mais neutras. Outra dica é apostar nos detalhes. Se você gosta da cor mas não tem coragem de abusar dela no look, invista em acessórios como uma faixa de cabelo, um sapato, uma bolsa ou uma pulseira, por exemplo: pequenos toques já fazem toda a diferença no look!

    Rosa e suas variações
    Rosa sintético bem Hello Kitty que é a paixão das meninas de 11 anos (e de outras que crescem e mesmo assim não conseguem abrir mão desse tom-quase-brega.).
    Esse tom de rosa pode ser muito divertido, mas normalmente não é o mais elegante…
    Rosa salmão/coral. Ele é menos infantil, então é ideal para momentos mais sóbrios, entrevistas de emprego, e coisas do genêro. É a cara de mãe de noiva, não?…
    Rosa Elsa Schiaparelli, que também é conhecido como rosa-schokingm. Perfeito para vestidos de festas despretenciosas (cocktail dresses), blusas mais bacanudas, saia (que acaba virando a the one do armário) e por aí vai…
    Rosa bombom, que é mais clarinho, quase como um rosa pálido. Esse é o rosa ideal para looks do dia-a-dia, decoração, peças de alto investimento, e até aquele moleskine que você vai usar durante meses!
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Grampeando!
  • Fica a Dica #6
  • Natal Express!
  • 12 de janeiro de 2010

    Olá anjinhos, como estão? Que calor que faz nesse Rio de Janeiro! Já tô até ficando com medo, quando a chuva vier.. vai vir daquele jeito.. Bom, eu já estou ficando sem ideias pra postar aqui, a impressão que dá é que eu já postei sobre tudo, então, peço que vocês mandem suas duvidas ou sugestões para que eu possa ajudar. Podem mandar pelos comentários, ou para o meu email iiah.mda@gmail.com .
    E ai, tomara que caia ou tomara que não caia?

    Senta que lá vem a história..
    Embora seja uma variação dos corseletes do século 15, o tomara-que-caia como conhecemos hoje surgiu em 1946, quando o figurinista Jean Louis criou um modelo de cetim para a atriz Rita Hayworth usar no filme Gilda.
    Nos anos 1950, o estilista Balenciaga fez esse decote com corpo justo e saia rodada, que é copiado até hoje. “Por causa das barbatanas e da estrutura rígida, o tomara-que-caia afina a cintura e mantém a postura reta”, explica Fran Scheck, modelista a Escola Sigbol Fashion, de São Paulo. Atualmente, ele é o modelo preferido das noivas e das atrizes de cinema em noites de gala.”

    A roupa certa, no corpo certo, pode fazer milagres!
    O tomara-que-caia está por todo lado. A peça sem mangas nem alcinhas chama a atenção e proporciona à mulher, além de feminilidade, conforto para enfrentar o calor do verão sem perder o charme. O tomara-que-caia é um clássico da moda e será uma das estrelas desse verão.
    De uma forma bem feminina, o estilo traz sensualidade e pode ser usado como vestido de festa ou no dia-a-dia. Ele reapareceu de forma descontraída e continua como símbolo de elegância.
    Mas será que todas as mulheres estão habilitadas a usá-lo? Naturalmente que não. Então, para não fazer feio, atenção a algumas recomendações.
    1. Mulheres com ombros estreitos e redondos não devem usar a peça, assim como quem tem o corpo curto.
    2. Seios fartos também são um complicador, por isso prefira tomara-que-caia com barbatanas entre dois tecidos, o de dentro e o de fora que irão conferir maior segurança.
    3. Tomara-que-caia exige cintura fina. Se seu estômago for saliente, ele ficará mais saliente ainda, portanto, cuidado.
    4. Não há limite de idade. O mais importante para vestir bem um tomara-que-caia é a qualidade dos braços. Mulheres mais velhas com braços razoáveis podem ficar elegantes com vestidos sem alça, no modelo apropriado.
    5. O ideal é que o vestido não apareça mais do que a mulher. O tomara-que-caia não deve ser tão chamativo a ponto de ficar em primeiro plano.
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Veda #15 | Minha coleção de roupas e acessórios de ballet
  • Laranja, Vermelho e Rosa
  • Fashion Op Art
  • 11 de janeiro de 2010

    O mundo mudou o modo de pensar e fazer moda. Agora, além de focar em tendências, cores e formatos, muitas marcas também estão investindo em matérias primas que não prejudiquem o meio ambiente. Garrafas pet (Politereftalato de Etileno), lonas de caminhão, ou mesmo de banners, são alguns dos materiais utilizados para fazer roupas e acessórios.
    A moda ecologicamente correta não é coisa de hoje. Ela vem de um panorama de consciência ambiental que iniciou ainda na década passada, mas ainda surgem novas características e opções. Assim como a moda convencional, a ‘ecomoda’ também se renova e inova, trazendo cada vez mais possibilidades de diminuir o impacto ambiental sem perder o glamour.
    A principal caracteristica da moda ecologicamente correta são as roupas e os tênis feitos de algodão orgânico, como são classificadas as plantas nascidas de sementes não geneticamente modificadas e cultivadas sem o uso de agrotóxicos e fertilizantes artificiais.
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Eu testei: BB cream oil control, Maybelline
  • Look do dia: Camisa de corações
  • Vestindo a caixa de lápis de cor