28 de julho de 2019

Se você nunca sofreu um arrependimento capilar, está fazendo o cabelo errado! Em 15 anos de cabelo colorido, digamos que eu ja sofri alguns erros e arrependimentos, né? No vídeo de hoje, te contei  coisas que eu nunca mais faço no meu cabelo!

Coisas que eu NUNCA MAIS FAÇO no meu cabelo!

Usar produtos que não são para humanos
Pois é, logo eu que tenho vários vídeos falando sobre Glicopan Pet, né? Já usei demais sim e não nego! Mas hoje em dia, com o tanto que eu sei sobre cabelo e a oferta enorme de produtos, eu jamais usaria produtos que não são para humanos novamente. Isso porque eles não são desenvolvidos para a gente e dessa forma, o risco de alergias e reações graves é muito grande!

Chapinha quase todos os dias
Teve a época das progressivas japonesas e aí eu cismei que o meu cabelo não era liso! Na minha cabeça, ele não era liso o suficiente e aí eu simplesmente fazia chapinha todos os dias! E é claro que eu fazia isso sem nenhum tipo de preparo, né? Sem protetor térmico, usando qualquer óleo que eu tivesse em casa (o que acabava fritando o cabelo ao invés de proteger) e ainda por cima na temperatura errada.

Não fazer teste de mecha
Eu vivia trocando a cor do meu cabelo. Praticamente a cada um mês ou dois eu tinha uma cor nova. E eu fazia isso sem fazer teste de mecha e com os produtos mais baratos que eu encontrasse na farmácia. Dá pra acreditar? O teste de mecha é realmente fundamental antes de qualquer mudança ou procedimento químico. Isso porque você consegue não só ver a saúde dos fios, como também o tempo e a cor que ele vai atingir.

Pintar de preto
Quem nunca?? Nesses meus 15 anos de cabelo colorido eu fui para o preto infinitas vezes! Só que pintar de preto não traz nenhum tipo de benefício para o cabelo. Pelo contrário, é só mais uma química que você está adicionando aos fios. E para tirar depois, além do trabalho e do gasto, ainda prejudica demais a saúde do cabelo!

Ir em salão desconhecido
Apesar de ter feito muita coisa errada no meu cabelo, eu só tive um corte químico. E a minha maior frustração é que foi em um salão! Pois é, meu primeiro e único corte químico eu paguei pra ter e ainda por cima não tive a cor do cabelo que eu queria. Então, não vou mais em salão desconhecido!! E sempre dou preferência a salões especializados em cabelos coloridos.

 

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Produtos da Ykas que valem a pena!
  • Socorro Capilar Salon Line Como SALVAR os danos com R$11! | Socorro Capilar Salon Line
  • Os incomodados que se mudem!
  • Deixe seu comentário

    4 de junho de 2019

    Sim! Não estava nos meus planos, mas eu mudei a cor do cabelo! No vídeo de hoje, levei vocês comigo para mais essa mudança. Dessa vez pelas mãos de fada da Dani lá no Circus Hair. Vem!

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Eu testei: Máscara Cavalo Forte, Haskell
  • 3 produtos para o seu cronograma capilar!
  • Eu testei: Rouge Mask Carmine, Kostume
  • Deixe seu comentário

    1 de abril de 2018

    E chegou a temida hora de fazer o RETOQUE do FIRE hair! Como eu fiz? O que eu usei? Deu certo ou não? Vem que hoje te mostrei como retocar o cabelo degradê vermelho e laranja!

    RETOQUE do FIRE hair! | Cabelo degradê

    A única coisa que eu sabia antes de fazer esse retoque eram as cores que eu ia usar. Fora isso, não fazia a menor ideia de como fazer ou por onde começar. Meu plano era fazer do mesmo jeito que fiz no salão. Retocando as duas cores ao mesmo tempo. Então comecei pelo laranja, usei o tonalizante laranja da Kostume Color e misturei com o intensificador de cobre da Amend. Tudo isso misturado em creme branco, não utilizei água oxigenada. Separei meu cabelo mecha a mecha e fui aplicando o laranja em toda parte de baixo do meu cabelo. Deixei agir por 15 minutos e então comecei o vermelho. Usei a RB da Evolution Alfaparf com creme branco e um pouquinho de matizador vermelho da Amávia. Só que na hora que comecei a aplicar, me enrolei muito! Resolvi então fazer separado mesmo. Deixei o laranja agir por mais algum tempo, enxaguei, sequei e então retoquei o vermelho. Sempre esfregando bastante a tinta no cabelo e puxando com os dedos, para que a transição das cores não ficasse marcada. Deixei agir por 15 minutos, enxaguei, tratei e finalizei!

    Confesso que fiquei um pouco enrolada para fazer o processo, mas esse foi o primeiro retoque. Acredito que com o tempo vou pegando mais confiança e perdendo o medo!

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • produtos para no poo 🧡 Produtos para NO POO!
  • favoritos de novembro Favoritos de novembro!
  • A saga do meu cabelo novo!
  • Deixe seu comentário

    11 de março de 2018

    E finalmente rolou mudança de cor no meu cabelo! Quem segue nas redes sociais, já conferiu. E quem assiste os stories, acompanhou tudo em tempo real! Mas não dava para deixar o Youtube de fora, né? Então bora que hoje mostrei como fazer FIRE HAIR, o cabelo de fogo. Um degradê lindo de vermelho para o laranja, que fiz no Instituto Bella Assumpção!

    TRANSFORMEI meu cabelo: FIRE HAIR!

    Depois de praticamente um ano com o cabelo inteiro vermelho, finalmente consegui tirar do papel o projeto do fire hair. Um cabelo degradê do vermelho para o laranja, que eu já queria fazer desde o fim do ano passado. Confesso que enrolei mais do que gostaria, mais por medo de estragar todo, do que de não gostar. Digamos que eu dei uma traumatizada depois da última mudança de cor no cabelo. Mas quando temos um profissional em que confiamos, cuidamos e fazemos todos os testes, fica mais fácil ter sucesso em qualquer mudança. Por isso, mais uma vez, contei com a ajuda e carinho da Izabel, minha cabeleireira fiel há alguns aninhos lá do Instituto Bella Assumpção na Penha.

    O processo para fazer meu fire hair foi longo, mas sem dúvidas valeu a pena cada segundo. Começamos protegendo o cabelo da ação do descolorante, pra isso, aplicamos o spray CPA da linha Eu sei o que você fez na química passada da Lola Cosmetics em todo cabelo. Focando, é claro, bem mais no comprimento e nas pontas, onde iria receber o descolorante. Depois disso, a Bel foi dividindo meu cabelo mecha a mecha, na diagonal, para que o efeito ficasse mais bonito. E então começou a eriçar as mechas, penteando das pontas para a raiz e aplicando o descolorante em seguida. Foi usado o pó descolorante e a oxigenada de 40 volumes da Wella, que ficou agindo no meu cabelo de 40 a 45 minutos. Sendo sempre conferido a saúde do cabelo por mim e pela Bel. Após o enxágue do descolorante, aplicamos o Intensive da Vizet, que fiz resenha no canal outro dia. Ele é um multivitamínico capilar, ideal para ser usado no pós descoloração. Deixamos agir por mais alguns minutos, enxaguamos e secamos com secador.

    As cores do Fire Hair

    fire hair

    E então era chegada hora, finalmente, das cores. Para fazer o vermelho, usamos uma mistura da coloração 7.66i da Evolution Alfaparf com a 6000 da Yellow, que é um intensificador de vermelho. Essa mistura foi aplicada apenas da raiz, até onde começava o descolorido. E para o laranja das pontas, usamos o banho de brilho Brasa da Keraton. Ela esfregou bastante, para que o degradê não ficasse marcado e ficasse bem suave. Deixamos agir por 35 minutos, enxaguamos e tratamos com a cauterização da Redken.

    O resultado me surpreendeu bastante, eu não esperava que o laranja fosse ficar tão laranja como ficou. Nem que o cabelo fosse sair tão inteiro desse processo! Realmente cuidar do cabelo antes do processo, contar com pessoas de confiança, fazem toda diferença no resultado. Agora vamos para o pós e com certeza, teremos muitos vídeos ainda sobre o meu fire hair lá no canal!

    Instituto Bella Assumpção
    (Cabeleireira Izabel)
    Rua Montevidéu, 1296 – Penha / RJ
    Telefones: (21) 3977-3644 / (21) 3977-4590
    Se você for, diz que foi a Iasmim que te indicou 🙂

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Analisando looks da Boca Rosa Analisando Looks #2: Boca Rosa (Bianca Andrade)
  • Minha experiência no Circus Hair!
  • couro cabeludo doendo Couro cabeludo DOENDO??
  • Deixe seu comentário