17 de janeiro de 2013

Oi, oi!
Uma onda de inspiração tomou conta de mim essa semana, e espero que ela dure bastante tempo, pois pretendo movimentar esse blog como era antes!
Minha vó costuma dizer que eu sou mais velha do que ela, porque adoro “coisas velhas”, que na moda chamamos de retrô ou vintage.

O que ganha espaço outra vez agora, são os camafeus. Sabe-se que eles
surgiram em Alexandria lá pelos 300 a.C. Eram apreciados por todos por
conter figuras dos deuses. Já durante a era vitoriana, o camafeu foi repaginado e era produzido com rostos de algum familiar, feitos sob encomenda. Mas, foi durante o século XX que eles
ganharam fama e status, quando usados pela Rainha Victoria e Napoleão
Bonaparte. A partir daí, os camafeus começaram a ser usados por todos.
Na época, as peças eram feitas em pedras finas com a figura (em sua maioria, de mulheres) em relevo. Hoje, podem ser encontradas nos mais diversos materiais, e com muitas formas, animais, mulheres e até caveiras.

Adornando anéis, pulseiras, colares e até broches,  marcas como Miu Miu e Lanvin já lançaram os seus.
Para combinar, não é dificil. É só usá-lo como se fosse um outro acessório qualquer. É ótimo para quebrar um look moderno demais. O cuidado é com o exagero, não vale sair por aí toda cheia de camafeus e nem usá-lo quando a roupa já tem toque vintage.
Não é dificil de achar, já que todas as marcas estão apostando neles. Mas, para quem quer o autêntico camafeu lá da época da vovó, pode tentar assaltar a caixa de  jóias dela e até mesmo procurar em feiras de antiguidade e brechós, não vai ser dificil!

compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Recebidos de abril!
  • Eu testei: Ampola de Reconstrução 1 minuto (Keramax, Skafe)
  • A polêmica das lingeries infantis
  • Deixe seu comentário

    22 de novembro de 2012

    Olá, olá, ladies!
    Finalmente, férias, férias, férias! Agora sim, vamos voltar com esse blog ao que era antes!
    Não sei mais o que os designers vão inventar mais. Primeiro, o anel de falange (aquele do meio do dedo) e agora a tal pulseira de mão. Não faz ideia do que eu estou falando? Calma que já vai entender!
    A “pulseira de mão”, nada mais é que uma pulseira (dã), só que ao invés de ser usada no pulso, fica presa bem na palma da mão.
    A pioneira nessa nova tendência foi a marca Gaydamak, das russas Ktia e Sonia e aqui pelo Brasil, alguns também já começam a apostar na ‘nova moda’, como a marca Guerreiro.

    Que o acessório é  bem diferente, mas ao mesmo tempo charmoso, não podemos negar. Ainda não usei (e nem sei se quero), mas assim como os anéis duplos e triplos, não parece ser nada confortável (posso estar enganada!), e dificil de ser adaptado para ser usado diariamente, principalmente para quem trabalha ou mexe muito com as mãos. Mas é uma ótima alternativa para festas e pode ser uma boa opção para as noivas!
    E aí gente, usariam?!

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Efeito Plastificado
  • VEDA #7 | Hidratação com banana
  • tour pelo apê Tour pelo apê!
  • Deixe seu comentário

    6 de janeiro de 2012
    Olá!
    Queria agradecer a vocês que estão respondendo nosso pequeno (ok, nem tanto) formulário e pedir que para quem ainda não respondeu, o faça, para responder clique aqui. É muito importante saber como anda o Prada na opinião de vocês, leitoras!
    Bom, o calor e sol voltaram com força total aqui no Rio de Janeiro e as praias devem estar lotadas. Definitivamente, a praia tem uma coisa que me encanta, e não é o sol, nem o mar e muito menos a areia, mas sim os vendedores e seus artesanatos.
    Com a tendência do mix de pulseiras que pegou de vez, fica mais fácil ainda misturar acessórios mais caros, em metal, em couro com essas pulseirinhas que custam em média 5 reais cada uma, mas se pechinchar, sai ainda mais barato. Tem cores e modelos para todos os gostos,  tem das mais fininhas e tem até umas que chegam braceletes de tão largas. E parece que agora eles estão se modernizando e já é até possível encontrar estas pulseiras com aplicação de metal e pingentes. 
    Várias famosas já adotaram as pulseirinhas de linha, Lindsay Lohan e Nic Richie já andaram por aí munidas de milhões dessas pulseiras. Outra tendência que anda junto com essa e com o mix de pulseiras é a tendência do hi-lo, peças caras + peças baratas. 
    Eu sempre usei essas pulseiras, desde praia pra mim só tinha graça quando os vendedores começavam a aparecer com milhões delas.  E as vezes eles até faziam do jeitinho que eu queria.
    Vou providenciar algumas novas para mim e voltar a encher o pulso com essas belezinhas.
    Beijos!
    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Déco #1
  • Um papo sobre começar
  • Em alta: Decorativismo
  • Deixe seu comentário

    4 de agosto de 2011
    Já sabemos que as franjas serão o must have do verão 2012 (assim como tudo mais com cheirinho de anos 70) , começaram a aparecer no inverno passado aqui e ali, timidamente nas bolsas e agora tomaram conta dos acessórios, além das bolsas e dos sapatos, as franjas também estarão presentes nas jóias. Para todos os gostos e ocasiões, as franjas podem ser encontradas em colares, pulseiras e até nos brincos.

    Os colares podem ser encontrados com franjas em correntes de metal, tiras de cetim ou até mais artesanalmente, em retalhos de malha. Não importa do que seja feito, ele é uma ótima opção para dar um up naquela blusinha sem graça. Se a peça que for usar, tiver uma modelagem mais decotada, o ideal é que o colar seja mais curto (ou ele irá se perder no meio do seu decote). Além disso, em uma modelagem com decote o foco do look é o decote, por isso, use os colares longos com blusas mais fechadas e simples. Também são ótima opção para quem não tem busto grande e quer disfarçar, o colar deve ser o ponto alto do look.
    Os de metal proporcionam mais sofisticação, já os mais artesanais, seguem a tendência mais étnica. Para quem sabe, também fica legal se misturar os dois, em um look étnico um colar mais sofisticado e vice-versa.

    As pulseiras seguem o mesmo princípio dos colares, podem ser usadas em qualquer composição, e para quem não sabe qual cor usar, relaxe. Elas podem misturar prata, dourado e até preto, tudo em uma pulseira só. Ela também pode ser usadas com outras pulseiras, como já mostrei aqui. As pulseiras franjadas também são encontradas na versão craft e na versão chique. Pode ser usada nos dois braços, mas o ideal é que fique em um só, e no outro use outro modelo, só para dar equilibrio.

    Os brincos franjados já são velhos conhecidos meus, apesar de não usá-los, cresci vendo minha mãe com uns desses. Além disso, já apareceram em passarelas internacionais, como Chanel e Louis Vuitton. Eles são os queridinhos das famosas, são lindos e ótimos para quem tem o cabelo curtinho ou quem vai usá-los presos. Quem escolher usar os brincos franjados, deve escolher os outros acessórios com cuidado, pois os demais não podem ser excessivamente chamativos e/ou grandes.

    Sabe o melhor?!
    Todas as três opções podem ser feitas em casa!
    E eu prometo ensinar o passo a passo em breve.

    compartilhe com os amigos COMENTE!

  • Tem duvidas sobre moda?
  • DIY: Quadrinhos retrô!
  • Bapho #1
  • Deixe seu comentário